VIROU MODA: A MULHER NÃO QUER MAIS E O IMBECIL SE VINGA NA BALA

08:44Carlos Alberto-Há 40 anos vivendo Brasília!


Um homem matou a ex-mulher na tarde desse sábado em uma movimentada lanchonete de Taguatinga Centro, em frente à Praça do Relógio. Ana Cléa de Sousa Nascimento, 23 anos, empacotava lanches por volta das 14h quando foi surpreendida por Cláudio Rodrigues Mourão, 32 anos, que também trabalhava na mesma loja, pertencente à rede Giraffas. Ele levou a vítima a um corredor nos fundos do comércio, em um local longe das câmeras de segurança, e disparou um tiro no peito de Ana Cléa. Ela chegou a ser levada ao Hospital Regional de Taguatinga, mas não resistiu. O assassino confesso vai responder por homicídio duplamente qualificado.




O acusado não fugiu depois do crime e acabou preso em flagrante, ao lado do corpo da antiga companheira

Cláudio e Ana moravam juntos em uma casa de Ceilândia. Mas, há cerca de 10 dias, decidiram se separar. Ele voltou para a casa da mãe, em Santo Antônio do Descoberto, e a vítima permaneceu na antiga residência do casal. Amigos contaram que Ana Cléa estava triste com o rompimento, mas mantinha a rotina de trabalho normalmente.

O acusado pelo crime trabalhou durante 10 anos para a rede de lanchonetes. Há pouco tempo, havia deixado o cargo, mas continuava a prestar serviços de manutenção para a loja e era conhecido de todos os funcionários. Por isso, a chegada de Cláudio ontem à tarde não levantou suspeitas. O desespero só começou quando os trabalhadores ouviram o disparo. Muitos clientes saíram correndo, com medo de um assalto. “Na hora, pensamos que era roubo. Foi um corre-corre porque todo mundo ficou desesperado, sem saber para onde correr”, contou Bruna Pinho Barbosa, 20 anos, colega de trabalho da vítima.

Cláudio acertou um tiro no peito de Ana com arma calibre 38. Em vez de fugir, ficou agachado sobre o corpo da vítima, tentando reanimá-la. Foi preso em flagrante no local, logo depois da chegada da polícia. Cláudio não tem passagens pela polícia. O autor dos disparos estava com a arma havia dois dias. Ele contou à polícia que achou o revólver em um matagal de Santo Antônio do Descoberto.


Matéria, fonte: Correio Braziliense

Você pode gostar de...

0 comentários

Criticas ou sugestões?

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes