FIM DOS MAUS DIRETORES; GESTÃO DEMOCRÁTICA DAS ESCOLAS VEM AÍ!

13:59Carlos Alberto-Há 40 anos vivendo Brasília!


VAI TER MUITO"diretorzinho" DE ESCOLA PÚBLICA SE RASGANDO PRÁ CONTINUAR NO CARGO!

sexta-feira, 2 de março de 2012 

AGNELO SANCIONA LEI QUE DEMOCRATIZA ESCOLAS PÚBLICAS DO DF
A partir de abril, diretores e vice-diretores das 649 escolas públicas do Distrito Federal (DF) serão escolhidos pela comunidade escolar (professores, funcionários, alunos e pais de alunos). Não haverá mais escolha antecipada, pelo governo, dos nomes a serem votados, ao contrário do que ocorre atualmente. A lei que cria a Gestão Democrática do Ensino Público do DF foi sancionada terça-feira (7) pelo governador Agnelo Queiroz. A lei foi aprovada no final de 2011 pela Câmara Legislativa.

Qualquer servidor da educação poderá ser candidato, desde que tenha graduação em licenciatura. Todos também estão aptos a votar, além de alunos acima dos 13 anos e seus pais e responsáveis. "É um momento histórico porque estamos tornando as escolas democráticas de fato. É uma conquista para todos", argumentou o governador Agnelo Queiroz durante a solenidade de assinatura, na Escola de Aperfeiçoamento dos Profissionais da Educação (EAPA), em Brasília.

Os atuais diretores tiveram o mandato encerrado no dia 31 de dezembro do ano passado. No entanto, permanecerão no cargo até que os próximos assumam as funções. O prazo máximo para realização das eleições é 180 dias a contar a partir de ontem, data de sanção da lei. O GDF não prevê dificuldades para que o processo seja desencadeado até lá. "A questão agora é fazer com que as famílias participem do processo, que a comunidade escolar como um todo se envolva no processo", resume o secretário de Educação do DF, Denilson Bento.

do Correioweb

 NOSSA OPINIÃO



O Governador Agnelo cumpre mais uma promessa de campanha: 
É a Gestão Democrática nas Escolas Públicas.
Infelizmente para alguns diretorezinhos que se julgavam donos da escola e exerciam o cargo de modo tirânico, quase ditatorial, em poses verdadeiramente prussianas em relação ao comportamento de seus alunos, que em alguns casos conhecidos por nós, não podiam sequer passar no corredor da escola, se não estivessem com a carteirinha em mãos, ainda que fosse para ir ao banheiro, ou ainda, não tinham compreensão ou tolerância para com alunos que  trabalhando ou fazendo estágios, chegassem com cinco,isso mesmo, apenas cinco míseros minutos de atraso para as aulas! 
E em outros casos sem nenhum respeito pela comunidade e suas lideranças, sem sequer ouvi-las sobre qualquer assunto. E ainda diziam aos quatros ventos, que a comunidade a qual pertenciam suas escolas, "só lhes davam dor de cabeça", agora vão ter que que se esforçar(ou será, "se esfolar") para voltarem aos cargos, que tiveram que deixar em 31 de dezembro passado. 
É assim, mais uma oportunidade que a comunidade tem de mostrar que sabe o que quer, como fez quando permitiu as mudanças políticas que varreram o DF em 2010, e que mesmo com um governador enfrentando tiroteios até dos próprios "amigos", tenta sobreviver politicamente e administrativamente entre lobos que no fundo no fundo, querem o seu couro e o seu sangue, politicamente falando,mas se duvidar muito, também o fim de sua carreira. A virtude está no meio.











Você pode gostar de...

0 comentários

Criticas ou sugestões?

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes