MAIS UMA CHANCE NO COMBATE AO CÂNCER: A TÁTICA DO CAVALO DE TRÓIA

13:20Carlos Alberto-Jornalismo,isento e sem compromisso com mentiras.!

Pouco a pouco vão se descobrindo novas maneiras de"enganar" o vírus da AIDS e eviktar sua multiplicação.


Usando a famosa estratégia do “cavalo de Troia” (em que um “presente” aparentemente inofensivo vem carregado de “soldados”), cientistas conseguiram destruir tumores de próstata em cobaias – tratamento que, se mostrar resultados igualmente bons em humanos, pode revolucionar o combate ao câncer.
No lugar de um cavalo, a equipe usou macrófagos (“células brancas”, do sistema imunológico, que atacam organismos invasores) e, ao invés de soldados gregos, um tipo de vírus capaz de se tornar “passageiro” de células brancas e driblar o sistema imunológico.
“Cavalo de Tróia” é usado para matar células cancerosas
Depois de um tratamento com quimioterapia ou radioterapia, o corpo envia uma grande quantidade de células brancas para recuperar a região afetada. “Nós aproveitamos essa onda para coletar quantas dessas células pudermos para levar os vírus ao centro do tumor”, explica a professora Claire Lewis, da Universidade de Sheffield. Eles iniciaram o tratamento dois dias depois de encerrar as seções de quimioterapia.
Algas podem matar células de câncer
No começo, cada macrófago continha apenas poucos vírus. Depois que os tumores foram invadidos, contudo, os vírus começaram a se multiplicar e, em apenas 12h, cada macrófago liberou cerca de 10 mil vírus – que infectaram e mataram as células cancerígenas.
Garota de 17 anos inventa nanopartícula que mata células cancerosas
O tratamento foi um sucesso. “Ele erradica completamente o tumor e o impede de crescer novamente”, destaca Lewis. Ao final de 40 dias, todos os ratos estavam vivos e não tinham qualquer sinal de câncer – muitos dos que receberam outros tratamentos, contudo, não sobreviveram ou tiveram tumor recorrente.
Embora considere o tratamento extremamente promissor, a pesquisadora lembra que outras descobertas que funcionaram com ratos não tiveram bons resultados em humanos. Assim, ela pretende fazer testes com voluntários já no próximo ano.[BBC]

Você pode gostar de...

0 comentários

Criticas ou sugestões?

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes