Google anuncia venda de óculos com conexão à internet

09:15CarlOS - Sam



















Cofundador do Google, Sergey Brin, apresentou dispositivo em conferência em junho de 2012Foto: Kimihiro Hoshino / AFP
Produto começará a ser comercializado ainda neste ano por um preço inferior a US$ 1,5 mil.



O cofundador do Google, Sergey Brin, declarou na quarta-feira na Califórnia que os óculos futuristas do grupo, com câmera integrada à internet, serão comercializados ainda este ano.
O Google previa lançar os óculos no mercado em 2014, mas em uma conferência realizada em Long Beach, em Los Angeles, Brin disse que o "Google Glass" estarão disponíveis já este ano, após um grande teste experimental feito com voluntários. Os óculos do Google estão equipados com uma câmera integrada e um microfone e podem conectar-se à internet através do wifi ou do Bluetooth.
Pequenas telas exibirão textos ou emails nas lentes. Durante a conferência, que teve como objetivo "propagar as ideias que valem a pena", Brin se vangloriou das vantagens dos óculos, como libertar os clientes de seus telefones celulares "castradores" ou dos comportamentos antissociais que geram. Os óculos do Google libertam os olhos e as mãos nas situações em que se quer estar conectado à internet fora de casa, explicou.
— É por isso que colocamos uma tela fora da linha de visão. Se você colocar um boné a tela estará na viseira e não onde você olha. Enquanto o som passa através da sua cabeça. No começo parece estranho, mas a pessoa se acostuma rápido — explicou.
Brin observou que os smartphones são usados como pretexto para uma pessoa se distrair ou ter a aparência de estar ocupado. Os óculos da Google "abriram verdadeiramente meus olhos sobre grande parte da minha vida que passo isolado nos emails, nas redes sociais, etc".
O Google anunciou recentemente que necessitava de voluntários "valentes e criativos" que quisessem testar em primeira mão os famosos óculos, e que tinham até esta quarta-feira para se candidatar. Brin destacou que o dispositivo do Google será comercializado ao público por um preço inferior a US$ 1,5 mil.

Jornal Zero Hora.



Você pode gostar de...

0 comentários

Criticas ou sugestões?

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes