Enquanto a escola nova não vem, as crianças passam sufoco na escola provisória.

11:57Carlos Alberto-Há 40 anos vivendo Brasília!


ESCOLA 121: ENQUANTO A NOVA NÃO FICA PRONTA, PAIS RECLAMAM DA SITUAÇÃO PRECÁRIA DA ESCOLA PROVISÓRIA.


Nesse predio ao fundo, estão as crianças, que estudam num verdadeitro forno, rodeadas de entulhos.














Bem ao lado das salas, e recebendo sempre mais entulhos da cidade.

Com movimento de ônibus, caminhões e carros em geral, a poeira sobe e se acumula diretamente nas salas de aula e na ....






“Há questão de dias um escorpião matou uma criança em uma escola aqui em Brasília. Imagine o que não deve ter por baixo desse entulho.”

O alerta é de Celia Maria, residente na QR 125, e  que teve todos os seus filhos nos últimos dez anos, estudando na Escola 121, uma das mais antigas da cidade de Samambaia,  que está sendo reconstruída pelo GDF, após um movimento iniciado pelos pais e professores no ano passado, que contou com grande repercussão na imprensa, o que fez o GDF jogar a velha escola com mais de 20 anos no chão, e reconstruí-la, o que vem sendo feito, mas com as obras em ritmo bastante lento no antigo local, embora o prazo de  entrega segundo informações dos construtores, seja para Setembro desse ano.  Já os mais de 700 alunos que lá estudavam, ficaram reduzidos a pouco mais de 200, na escola improvisada pela Administração Regional e pela Gerencia Regional de Ensino, no velho parque de serviços localizado ao lado do Centro Olímpico, uma vez que dezenas de pais cansaram de esperar pelas melhorias prometidas pela GRE e retiraram seus filhos matriculando-os em outras unidades.
                       
Vários pais reunidos nesse final de semana decidiram pedir providências a Secretaria de Educação iniciando um movimento para dotar a Escola de Melhores condições, uma vez que segundo alguns pais, a Secretaria de Educação parece não tomar conhecimento das seguidas reclamações quanto as escolas em que as crianças estudam.
A reforma começou depois que lideranças e pais das quadras vizinhas levaram a situação da escola que não tinha mais condições de funcionar, por estar do mesmo jeito que foi construída, há mais de 15 anos, à imprensa e ao governo.

Segundo a direção da escola, não se passa dois dias sem que a direção receba reclamações dos pais, ou  comunique que vai retirá-los da escola.
No entanto, pais e mães continuam a mostrar irritação e descontentamento com o local, segundo eles, muito quente, abafado e poeirento. A DRE afirmou quando da mudança no ano passado para o local provisório, que várias melhorias seriam feitas, e pediu paciência aos pais, explicando que o local era a última opção para as crianças estudarem, mas pelo que as fotos mostram, a situação piorou, com a enorme quantidade de entulhos que ali foi despejada, e mais ainda, o monte de asfalto que no calor, exala um forte e nauseante cheiro, o que tem causado muitos problemas aos professores e alunos.
“Se não iam dotar a escola provisória de melhores condições para nossas crianças, porque prometeram e não cumpriram, como foi falado em duas reuniões aqui, com a presença de toda a diretoria regional de ensino? Agora além do calor e da poeira, temos que saber e ficar preocupadas com outros perigos, pois a área, já mal utilizada, virou local de entulhos bem na cara das crianças, na frente das salas.” O desabafo é de Ana Maria Andrade da Silva, mãe de dois alunos que disse também estar pensando em tirar os filhos da escola improvisada, por trabalhar o dia inteiro e tem medo de receber uma notícia qualquer de “alguma coisa não muito agradável” segundo ela, que possa ter acontecido com um dos seus filhos.
A diretora do estabelecimento Viviane Ferreira afirmou que tem mantido gestões quase diárias junto a Gerencia de Ensino de Samambaia, cobrando as melhorias, mas que não tem conseguido respostas para as suas reivindicações.

A REFORMA DA ESCOLA COMEÇOU APÓS ESSE MOVIMENTO DA COMUNIDADE:



A escola estava nesta situação,conforme denunciamos aqui no

blog...






Karlão-Sam

Você pode gostar de...

0 comentários

Criticas ou sugestões?

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes