Aconteceu a 5ª Conferencia das Cidades em Samambaia.

10:28Carlos Alberto-Jornalismo,isento e sem compromisso com mentiras.!

SAMAMBAIA REALIZOU A 5ª CONFERENCIA DAS CIDADES.
População espera que, diferente do Orçamento Participativo, os pedidos apresentados saiam do papel e funcionem pondo fim a uma série de tentativas frustradas de se fazer acontecer as obras que a comunidade precisa e pede. Especialmente nas quadras ímpares, esquecidas pelo atual governo do DF.

Samambaia aos 25 anos não tem sequer um terminal de ônibus. Esse poderia ser o início de uma série de questões a serem colocadas diante das autoridades, que teimam governo após governo, em não olhar com interesse as carências de uma cidade que mesmo tendo vida própria em muitos setores, ainda não tem um representante na Câmara Legislativa, e tendo mais de 120 mil eleitores, e uma população que beira os 250  mil habitantes, tem se notabilizado no cenário político do DF, apenas como fornecedora de votos aos “estrangeiros” que por aqui passaram em todos os níveis, como senadores, deputados federais, distritais e outros, e que depois das eleições é sempre comandada por nomeados ao sabor do regime ou partido de plantão, não cumprem sequer uma palavra do que prometeram aos seus moradores quando de suas campanhas, ou as suas lideranças, sem nenhuma identificação com seus problemas e sua maneira de ser enquanto cidade.
Veja como ficaram as ações e propostas dos 3 grupos de trabalho que nortearam a conferencia:
O primeiro Grupo de Trabalho pediu a regularização do condomínio Residencial Renascer, nas quadras 603 e 605; criação e regularização do setor de micro empresários na quadra 119; incluir no IPTU áreas ocupadas com avanço de grade; regularização da QS 611, 827 conjunto 1 e 2, 629 área de chácaras Samambaia Norte; regulamentação do PDL e registro das quadras para que se possa regularizar as residências; regularização e titulação  das chácaras da ARIE JK.
O segundo Grupo de Trabalho pediu a implantação imediata do Consórcio Habitacional Samambaia nas quadras 100 (linhão de FURNAS), quadra 214 e a área hoje ocupada pela VIPLAN, priorizando habitação para pessoas de baixa renda; reabertura do cadastro Morar Bem; subsídio de 25 mil reais para o financiamento de casa própria a famílias de baixa renda; Centro de Ensino Médio 433 e UPA 24 horas na Expansão de Samambaia e Creche na QR 204.
Já nas propostas apresentadas pelo Terceiro Grupo, destacaram-se as seguintes:
Mobilidade urbana para toda a população, incluindo idosos, portadores de necessidades especiais e crianças, por meio de calçadas padronizadas e desobstruídas, estacionamentos e vias; implantação do Complexo Cultural Samambaia com teatro, cinema, biblioteca, museu, oficinas, estúdios, escola de artes e ofícios; ocupação e geração de trabalho e renda para população economicamente inativa; centro de convivência do idoso; revitalização das feiras; criação e preservação de áreas verdes, parques e ARIE JK, com muito paisagismo e plantio de árvores; melhoria no sistema de transporte público.
                             Assim espera-se que terminem o descaso e o desinteresse com algumas quadras que nunca recebem qualquer tipo de obras, seja por puro desinteresse, ou por mera má vontade do administrador em tela, como vem acontecendo atualmente


Karlão-Sam

Você pode gostar de...

0 comentários

Criticas ou sugestões?

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes