ATENÇÃO VEÍCULOS DA MÍDIA COMUNITÁRIA DO DF: DE OLHO NESSE DISTRITAL! TINHA QUE MOSTRAR QUEM REALMENTE ÉS NÃO É CHICO LEITE?

15:16Carlos Alberto-Jornalismo,isento e sem compromisso com mentiras.!

Câmara Legislativa aprova com maioria dos votos projeto que destina 10% de publicidade para os Veículos de Comunicação Comunitária do DF.



Com 18 votos pela aprovação, neste primeiro turno, a Câmara Legislativa do Distrito Federal – CLDF, aprovou no dia  (10/12) o Projeto de Emenda a Proposta de Emenda à Lei Orgânica 51/2013, que destina, no mínimo, 10 % da verba publicitária dos Poderes Públicos locais para veículos de imprensa comunitária e blogs de Brasília.
O projeto teve maioria na CLDF. Dos 18 parlamentares presentes todos votaram pela aprovação do PELO 51 / 2013, que tem autoria da deputada distrital Luzia de Paula. 
O projeto é uma grande conquista dos profissionais que atuam nas mídias alternativas.


Autora da PELO 51/2013, Deputada Luzia de Paula comemorou a aprovação da proposta em primeiro turno com os jornalistas da ASVECOM e com o Movimento dos Blogueiros de Brasília.
.
Mas, tinha que haver traição entre os distritais!
Mas eis que de repente surge o distrital Chico Leite do PT e se volta contra os pequenos veículos comunitários do DF! 
Que interesses ele defende?

Esse aí, mostrou que detesta os pequenos comunicadores do DF!

Quem diria! Tanto tempo posando de "paladino da justiça, defensor dos pobres e oprimidos" e agora se volta contra os sofridos e pequenos formadores de opinião dos veículos de comunicação comunitária, sofredores que levam até seis messes ou mesmo, até um ano para receber o valor da veiculação de um anúncio do GDF, ao contrário das gordas e fartas faturas das Redes Globo, Record e congêneres.
No final, apenas um epílogo típico de lobo em pele de cordeiro, e que se danem os cordeiros da pequena mídia, especialmente aqueles que não dobram os joelhos, ante a fogueira de vaidades, dos atuais donos do cofre no Palácio do Buriti. 
A seu tempo, ou seja ano que vem, nas eleições no DF, tomara que todos se lembrem disso! É preciso defenestrar tipos como esse, do cenário político, corrompido, podre e imundo, verdadeiro pântano insalubre politicamente para o povo, no qual se tornou essa tal "Casa da Vergonha" do DF, por culpa de alguns que só cuidam dos seus mesquinhos interesses pessoais!

VEJA COMO ELE MUDOU DE OPINIÃO RAPIDA E ESTRANHAMENTE:
O deputado Chico Leite afirmou na edição do Correio Braziliense desta quarta-feira (11/12) que a Proposta de Emenda à Lei Orgânica nº 51/2013, que destina 10% da publicidade dos Poderes Públicos do Distrito Federal para as mídias comunitárias, possui vícios de inconstitucionalidade, entretanto deve ser esclarecido que nas duas oportunidades que teve de votar contra a proposta, o distrital votou favorável, ou seja, se realmente houvesse os vícios aventados por ele ao Correio, porque não votou contra a matéria na Comissão de Constituição e justiça da qual é o presidente?

No dia da última votação na CCJ, de uma subemenda proposta para melhorar o texto da matéria, Chico Leite não só votou favorável a PELO 51/2013 como posou para foto ao lado dos profissionais das mídias comunitárias. Ele avisou, mas votou favorável, como explicar esse tipo de atitude? E outra, como ser voto vencido se não votou contra?
Deve ser esclarecido que Chico Leite ao se ausentar do plenário na sessão da última terça-feira (10/12) não deixou de votar apenas na proposta das mídias comunitárias, mas em outra de extrema relevância, a PELO 27/2011, que destina 0,3% da receita tributária do Distrito Federal para o Fundo da Criança e do Adolescente. Para se ter ideia, o GDF está propondo no projeto orçamentário para 2014 apenas R$ 991 mil para o referido fundo, com a aprovação da emenda, de autoria da distrital Luzia de Paula, esse valor passará para mais de 30 milhões, diversos outros deputados se mantiveram em plenário para votar este projeto, mas Chico Leite não.
As mídias comunitárias encontram-se numa situação bastante desigual em relação a grande mídia, e são elas, as pequenas mídias, que chegam com maior eficácia ao dia a dia do cidadão brasiliense, sobretudo daqueles que residem na periferia de Brasília.
Se a destinação de recursos para as mídias comunitárias representa a criação de reserva de mercado ou a proposição de cota e que por isso é ilegal, como afirma agora Chico Leite, assim deveria ser também com os relevantes e imprescindíveis sistemas de cotas que foram instituídos para assegurar direitos aos negros, às pessoas com deficiência, aos idosos, aos estudantes das redes públicas de ensino, à mulher, às pessoas situadas abaixo da linha da pobreza e a diversas áreas da indústria nacional, sem contar a criação de benefícios tributários para atender as empresas da Zona Franca de Manaus e a diversos setores da economia nacional (automobilístico, eletro/eletrônicos, software e hardware, calçados, etc.), todos, sem exceção, declarados legais e constitucionais pela Justiça.
O percentual para as mídias comunitárias foi debatido em encontros ocorridos dentro e fora da Câmara Legislativa, inclusive com a participação do Secretário de Comunicação do GDF, jornalista André Duda, que não apresentou qualquer óbice a aprovação da proposta. 


Karlão-Sam, desde São Luiz, Maranhão.
Com informações de Correio Braziliense, ASVECOM-DF, e fotos de Malu Silva.

Você pode gostar de...

0 comentários

Criticas ou sugestões?

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes