APRENDA A MANTER A CALMA!

08:41Carlos Alberto-Há 40 anos vivendo Brasília!

Controle do Stress
Renata Pessoa



Situações estressantes são comuns e recorrentes em nosso dia-a-dia, mas algumas pessoas conseguem ter mais serenidade do que outras nestas ocasiões. Se você se reconhece como impaciente, que tal tentar mudar esta atitude? Acredite: isso é possível.
Segundo o psiquiatra e psicoterapeuta Luiz Cuschnir, a impaciência está relacionada ao nível de stress ao qual uma pessoa está sendo submetida. “Se há excesso de compromissos ou cobranças internas, esse indivíduo não quer perder tempo e não consegue aceitar o ritmo do outro.”, afirma.
Brigas no trânsito, intolerância nos relacionamentos, insatisfação constante, excessos na comunicação, dificuldade em aceitar críticas e até sintomas físicos são alguns dos problemas causados pela falta de paciência e indicam a existência de uma instabilidade emocional interferindo negativamente em várias áreas da vida.
Como explica Cuschnir, “se profissionalmente a pessoa está numa situação muito difícil e que requer um grande controle, ao chegar em casa, ela acaba gerando outros conflitos. O oposto também pode acontecer: um relacionamento com muitos problemas e pouca possibilidade de ação provoca um desajuste no ambiente de trabalho”.




Se você se identifica com algumas destas situações, saiba que é possível melhorar esse quadro através de duas iniciativas: autopercepção e busca de alternativas. O autoconhecimento permite que você tenha maior controle da situação, evitando agir por impulso. E a partir desse processo é possível encontrar soluções para episódios recorrentes de impaciência. No trânsito, por exemplo, em vez de se irritar, canalizando toda sua energia no tempo que está perdendo, que tal se concentrar numa boa música? Cuschnir também recomenda a psicoterapia “para uma abordagem mais ampla e consistente, atingindo um maior número de áreas que possivelmente estariam sendo afetadas”.
Os aspectos positivos da paciência são muitos. Além de implicar na aceitação de que não é possível ser o melhor sempre, ela facilita a aproximação entre as pessoas, bem como as trocas interpessoais, promovendo o aprendizado constante e o crescimento pessoal.
Prova disso, é que uma pessoa paciente tende a se sobressair em relação ao impaciente. “Desde que tenha conteúdo, ela conseguirá se colocar melhor e vencer as barreiras quando interage. Também em relação ao que produz, concretamente ou intelectualmente, a paciência permite uma reflexão melhor e assim, um também melhor resultado do que deseja atingir”, conclui.

Você pode gostar de...

0 comentários

Criticas ou sugestões?

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes