EVENTO DE LIGA DE QUADRILHAS JUNINAS E COM PATROCÍNIO OFICIAL, QUASE TERMINA EM TRAGÉDIA

19:45Carlos Alberto-Jornalismo sério


EVENTO PROMOVIDO POR ASSOCIAÇÃO DE QUADRILHAS JUNINAS NÃO TINHA AUTORIZAÇÃO DOS ÓRGÃOS COMPETENTES DO GDF E QUASE ACABA EM TRAGÉDIA!


A organização do 1º Simpósio Nacional do Movimento Junino não tinha licença para realizar o evento em uma tenda montada na área do Museu da República. A estrutura desabou com a chuva nessa quinta-feira (13/2). De acordo com Administração Regional de Brasília, os organizadores não apresentaram o projeto do evento, nem os laudos com as vistorias do Corpo de Bombeiros, da Defesa Civil, da Polícia Civil e do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran) - que são obrigatórios.

O governo informou ainda que os organizadores apenas solicitaram informações sobre os documentos que deveriam apresentar para obter a licença. Apesar disso, o coordenador geral da Agenda Institucional da Secretaria de Governo, José Ricardo Fonseca, explicou que os organizadores alegaram desconhecer os trâmites. Ele ressaltou que a organização não tem ligação com GDF, que apenas apoia o evento.


O presidente da Confederação Brasileira de Entidades de Quadrilhas Juninas (Confebraq), Sergio Torres, responsável pela organização do evento, afirmou que foi orientado pelo Governo do Distrito Federal a procurar o Corpo de Bombeiros. "Tínhamos outros encaminhamentos mais urgentes para dar sequência ao evento, mas não tivemos tempo", admitiu Torres.


Os participantes do simpósio dos 26 estados brasileiros e do DF jantavam no local e se preparavam para uma apresentação de quadrilha, quando a chuva forte e os ventos derrubaram parte da tenda. Durante o corre-corre, seguranças tentaram segurar as barras metálicas, que não resistiram à força da ventania, para que as pessoas pudessem escapar. O simpósio começou nessa quarta-feira (12/2) e terminaria nesta sexta (14/2).

Para Fonseca, mesmo que a organização tivesse um Atestado de Responsabilidade Técnica (assinado por arquitetos e engenheiros antes da vistoria oficial, para garantir que a estrutura estivesse adequada), o Corpo de Bombeiros comprovaria que o local não estava seguro para o evento devido à forte chuva. O coordenador ainda disse que se a perícia comprovar fragilidade na estrutura e negligência, a empresa será responsabilizada pelo acidente.

Informações preliminares indicavam que 22 pessoas tinham ficado feridas. Contudo, a Secretaria de Saúde do DF informou, nesta sexta-feira (14/2), que o acidente deixou 20 vítimas com escoriações leves - 12 delas foram levadas para o Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF) e oito para o Hospital Regional da Asa Norte

COM FOTOS E TEXTOS DO BRAZILIENSE


Não precisa explicar...Eu só queria entender!



Porque ficaram muitas perguntas a responder...



Só uma perguntinha: "Tá olhando o que aí? Será que alguém pode me explicar como é que pode, algumas pessoas ligadas ao GDF, se fazerem de bestas e não andarem direito com os documentos de uma festa como e estas?
Pra que servem associações e confederações que cobram os olhos da cara dos seus associados, distribuem premiações mixurucas, boicotam bons grupos artísticos só por questões políticas, usam dinheiro público, nosso dinheiro, e não sabem montar um evento direito?" 
Ou acharam que por estarem ligadas, ou com influência no governo, passam batidas quanto às exigências que custam tão caras a outras pessoas e empresas?"
E onde está a tal Agefis, tão lépida e rasteira como cobra, na hora de derrubar barracos e quiosques?
E uma outra cobra me contou que este evento tinha dinheiro público patrocinando e muito!
Vamos apurar estes valores com certeza!








Você pode gostar de...

0 comentários

Criticas ou sugestões?

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes