MARCO ANTONIO CAMPANELLA, O "INDERRUBÁVEL" E SUAS PROEZAS NO DF TRANS! ENQUANTO O POVO NAS FILAS...

12:12Carlos Alberto-Jornalismo,isento e sem compromisso com mentiras.!



MARCO ANTÔNIO CAMPANELLA,VITOR DE ABREU E AGNELO QUEIRÓZ; O QUE HÁ DE TÃO FORTE ENTRE  O “INDERRUBÁVEL” DIRETOR DO DFTRANS E O GOVERNADOR?


Entrou-se em um novo ano e ninguém entendeu até agora, os mistérios que rondam o DF trans. Nem a base do governador Agnelo na Câmara Legislativa aguenta mais segurar a onda de Marco Antônio Campanella, diretor do DFtrans, que funciona mal, atende mal e virou um cabide de empregos para o PPL-Partido Pátria Livre, que mesmo não tendo história de realizações políticas no DF, e apenas por ter apoiado a campanha de Agnelo em 2010, quando ainda nem de pé estava direito, consegue fazer com que o chefe de gabinete demitido num dia, por seríssimas acusações de  corrupção, seja readmitido como se vê no Diário Oficial do DF, menos de duma semana depois!
Muito forte e estranho este vínculo!

“Eu achei melhor sair para poder me defender desse processo, do processo de sindicância, e porque vou provar a inocência. Foram feitos somente encaminhamentos de pedidos da sociedade civil, que foram atendidos e a sindicância vai provar que não houve benefício nesse caso do Grupo Amaral”. Afirmou Vitor de Abreu Corrêa ao deixar o cargo de secretário adjunto da Secretaria de Estado da Micro Empresa e Economia Solidária do DF.
Corrêa foi chefe de gabinete do DFTrans e é investigado pelo Ministério Publico do Distrito Federal por pedir a uma empresa de transporte público da capital passagens aéreas.
Que Marco Antônio Campanella, segue firme à frente do DFTrans todo mundo está cansado de ver, ler, ouvir e saber, isso apesar das inúmeras denúncias que são assacadas contra sua pessoa e o órgão dirigido por ele.
O bombardeio contra Campanella e o DFTrans, e sua permanência no cargo, chegam a deixar de orelha em pé até os mais empenhados na defesa do GDF. Na Câmara Legislativa alguns distritais questionam: “O que há de tão forte entre o governador e Campanella? Por que Agnelo não demite logo esse rapaz? O governo tá sangrando, e nós da base não temos mais como defendê-lo. Tá muito difícil a situação, diria insustentável.” Disse ao blog um parlamentar.

A saída de Vitor de Abreu Corrêa foi publicada no Diário Oficial do DF na sexta-feira (1º), dois dias após a denúncia. Na ocasião, Campanella disse que não tinha conhecimento dos pedidos das passagens. “A chefia de gabinete sempre centralizou os pedidos que vêm de sindicatos, igrejas e entidades. A gente centraliza e envia para as empresas, mas nunca para as concessionárias”, afirmou Campanella. Ele disse que “nenhuma passagem era para atender interesses individuais”. “Se são filiados do PPL, é mera coincidência”, afirmou.
Pelo jeito, Corrêa se defendeu rápido e de forma eficiente. Caiu pra cima como dizem alguns. Deixou o cargo de secretario adjunto da Secretaria onde estava para virar membro titular representante da Secretaria de Estado da Micro Empresa e Economia Solidária do DF junto ao Conselho de Administração do Fundo para Geração de Emprego e Renda. Ou seja, saiu mas não saiu. Por que será? Ao sair, disse em alto e bom tom que: “Eu achei melhor sair para poder me defender desse processo, do processo de sindicância, e porque vou provar a inocência.”

Para surpresa, eis que surge publicado no Diário Oficial do Distrito Federal do dia 04 de novembro de 2013, seção 02, página 58, a designação de Vitor de Abreu Corrêa pelo Governador Agnelo dos Santos Queiroz Filho, como membro titular representante da Secretaria de Estado da Micro Empresa e Economia Solidária do DF junto ao Conselho de Administração do Fundo para Geração de Emprego e Renda. 
Veja a publicação:

Publicação DODF
Tudo muito rápido. Corrêa foi exonerado na sexta, no sábado se defendeu, convenceu o governador, no domingo sua nomeação foi encaminhada ao DODF, e na segunda, já estava com a nomeação publicada. Um show de rapidez, de julgamento da sindicância e de eficiência.
Para este, não adianta cantar Xô Satanás! Parece que teremos que ouvir “Tudo Errado” por muito mais tempo. Será que a cola da cadeira é daquelas resistentes a altas temperaturas.
Com informações de: Blog do Sombra e informedf.com.br/informe-politico/ex-servidor-exonerado-retorna-ao-gdf-72-horas-depois/#sthash.qds2npCK.dpuf


ENQUANTO ISSO NAS PORTAS DO DFTRANS NA TARDE DE ONTEM EM TAGUATINGA CENTRO, DESDE AS 8 DA MANHÃ DESSA QUARTA FEIRA,DIA 06-01-2014:







E bem ali perto, o tráfico corre solto sem ninguém ser incomodado!

(FOTOS: CARLÃO-SAM)

Caos, desespero, cansaço e desilusão de quem precisa do órgão.
A fila dava voltas desde a entrada do prédio, até a outra esquina próximo da antiga Telebrasília, repletas de pais e mães cansados e xingando por puro desespero, o mau funcionamento do órgão gerido pelo atual presidente do PP-Partido Pátria Livre.
Ou seria melhor chamá-lo de "Partido Pré-Liquidado?
(Karlão-Sam)

Você pode gostar de...

0 comentários

Criticas ou sugestões?

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes