GOVERNO FEDERAL VAI INVESTIR PARA MELHORAR A NAVEGAÇÃO NO PEDRAL DO LOURENÇO, NO RIO TOCANTINS DEPOIS DA BARRAGEM DE TUCURUÍ

18:17Carlos Alberto-Jornalismo sério

Dilma: "Vamos viabilizar hidrovia do

Tocantins".

para escoar a produção rumo ao norte do país.




Presidenta Dilma Rousseff durante cerimônia de lançamento do edital do Pedral do Lourenço e entrega de máquinas a municípios do Pará. 

                            A presidenta Dilma Rousseff afirmou que a remoção de pedras e rochas submersas no Pedral do Lourenço, no rio Tocantins, acima das eclusas da Hidrelétrica de Tucuruí, vai viabilizar uma das mais importantes hidrovias do país, a hidrovia do Tocantins. O edital de licitação dos 43 quilômetros de extensão do Pedral do Lourenço, localizado entre as cidades de Santa Terezinha do Taurí e Ilha do Bogea, no Pará, foi lançado nesta quinta-feira (20) pela presidenta Dilma durante cerimônia em Marabá.
“Hoje é um momento histórico, porque estamos fazendo o primeiro movimento para viabilizar uma das mais importantes hidrovias do país (…) É preciso ter logística para fazer a integração e criar uma unidade. Essa hidrovia é a melhor logística possível (…) a ideia estratégica por trás dessa hidrovia é escoar nossa produção em direção ao norte, e fazê-lo por todos os modais possíveis, enfatizando o modal hidrovia”, afirmou.
A obra irá propiciar a melhoria das condições de escoamento pela hidrovia do Tocantins de toda a produção mineral, agrícola e da pecuária sob sua área de influência, com destino ao porto e terminais localizados em Vila do Conde (PA) e no baixo Amazonas, chegando a uma capacidade de transportes calculada em até 20 milhões de toneladas por ano.
Entrega de máquinas
Durante a cerimônia, a presidenta Dilma entregou 110 máquinas – 30 motoniveladoras e 80 caminhões caçamba – para 89 municípios do Pará.

“A entrega de equipamentos tem o objetivo de dar cada vez mais autonomia para os prefeitos fazerem estradas vicinais e garantir que por elas passem aquele ônibus amarelinhos do Caminho da Escola, ambulâncias, mercadorias”.

MAIS:

DILMA ANUNCIA EDITAL DO LOURENÇÃO E O PARÁ RECEBERA MAIS DE 700 MILHÕES EM INVESTIMENTOS
“Recursos são do Pacto da Mobilidade Urbana, anunciado pela presidenta em junho de 2013, para investir R$ 50 bilhões em novos empreendimentos para o setor”


A presidenta Dilma Rousseff, acompanhada do ministro das Cidades, Gilberto Magalhães Occhi, anunciou nesta quinta-feira (20),em Belém (PA), investimentos em mobilidade urbana para o estado. Os recursos são do Pacto da Mobilidade Urbana, anunciado pela presidenta em junho de 2013, para investir R$ 50 bilhões em novos empreendimentos para o setor, em vários municípios. Solenidade é realizada no Hangar – Convenções e Feiras da Amazônia. 
O governo federal já investiu aproximadamente R$ 93 bilhões em mobilidade urbana no País que, somados aos R$ 50 bilhões para novos empreendimentos, totalizam cerca de R$ 143 bilhões de recursos disponíveis para obras no setor.
No estado do Pará, estão sendo investidos R$ 711,8 milhões para obras de mobilidade urbana do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Grandes Cidades. Deste total, R$ 180 milhões são do OGU, R$ 418 milhões de financiamento público e R$ 113,8 milhões de contrapartida.
Entre esses investimentos esta o Pedral de Lourenço (Lourenção), que vai permitir a navegabilidade do Rio Tocantins durante todos os meses do ano, e hoje (20) em Marabá será lançado o edital o edital Pedral de Lourenço. Na cidade, será lançado o edital que vai permitir o desgaste das pedras que estão no fundo do Rio Tocantins. As obras de derrocamento vão compreender um trecho de 43 quilômetros e permitirão que comboios de carga naveguem nos períodos em que o nível da água fica muito baixo, entre setembro e novembro.

Dilma anuncia ainda a liberação de recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Mobilidade Urbana para a capital paraense, Belém. Segundo ela, o Brasil está atrasado na execução de obras do setor e os governos de cidades médias precisam investir para evitar problemas semelhantes aos enfrentados atualmente pelas metrópoles.

Fonte: Ministério das Cidades
Publicação: Elyon Gomes – Regional Agora




BLOG DO PLANALTO

Você pode gostar de...

0 comentários

Criticas ou sugestões?

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes