MORRE FERNANDÃO EX-INTERNACIONAL

09:23Carlos Alberto-Jornalismo,isento e sem compromisso com mentiras.!

O ex-atacante Fernandão morreu na madrugada deste sábado (7) em um acidente de helicóptero em Aruanã, no interior de Goiás. Fernandão tinha 36 anos e é um dos maiores ídolos da história do Internacional, onde jogou por quase cinco anos e conquistou dois Campeonatos Gaúchos, uma Libertadores e um Mundial.

Em contato com a reportagem do R7, o sargento Santos, do Corpo de Bombeiro de Aruanã, confirmou a morte e revelou que Fernandão chegou a ser levado ao hospital, mas não resistiu.

— É verdade. O Fernandão sempre teve pousada para cá. Quase toda semana ele vinha para cá. Ele tava em um helicoptéro de um empresário daqui da região. Não sei se foi excesso de peso, ele tava acompanhado de mais quatro amigos. Eles levataram voo, tavam na praia e viriam aqui para o centro da cidade, onde fica a casa dele, era coisa de 10 km. Todos faleceram, mas o Fernandão foi o último, a gente trouxe ele para o hospital, mas ele já chegou morto.

O sargento revelou que o helicóptero caiu a 100, 150 m das proximidades do Rio Araguaia e que as causas do acidente serão investigadas. O local está isolado para a realização da perícia.

Francisco Noveletto, presidente da Federação Gaúcha de Futebol, lamentou a morte do ex-jogador, que ele considerava como um filho, em entrevista à rádio Gaúcha.

— Infelizmente às 1h30 da manhã, acabou de falecer aquele que me escolheu como pai após descobrir que o pai dele não era quem ele pensava: Fernandão, vindo de sua casa de praia em Aruanã, no interior de Goiás.

Fernando Lúcio da Costa nasceu no dia 18 de março de 1978 em Goiânia (GO) e começou sua carreira pelo Goiás, onde jogou entre os anos de 1995 e 2001. 

Depois do sucesso, Fernando foi para o futebol francês para defender as cores do Olympique de Marseille e do Toulouse.

Porém, foi em 2004 que o atacante acertou com o Internacional e viu sua carreira decolar. O ex-jogador foi ídolo no clube gaúcho e capitão nas conquistas da Libertadores e do Mundial em 2006. Depois disso, ele se aventurou pelo Al-Gharafa, Goiás e São Paulo.

Após se aposentar, Fernandão trabalhou como dirigente e chegou a virar treinador do Internacional em 2012, mas não conseguiu ter o mesmo êxito que nos tempos de jogador.

R-7

Você pode gostar de...

0 comentários

Criticas ou sugestões?

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes