AGNELO QUEIRÓZ EM CAMPANHA! 65 MILHÕES DE REAIS "BONDOSAMENTE" DOADOS EM TABLETS ÁS ESCOLAS PÚBLICAS! MAS O TRIBUNAL NÃO QUER DEIXAR!

10:55Carlos Alberto-Há 40 anos vivendo Brasília!

POR R$ 65 MILHÕES, GDF QUER DOAR 104 MIL TABLETS PARA ALUNOS E PROFESSORES.


ALGUÉM AÍ, QUER UM TABLET?
Nas sombras da campanha política, mais tentativas de aproveitar e ganhar mais "algum" ao apagar das luzes do último e derradeiro governo do PT no DF!
A REDE PÚBLICA DE ENSINO DO DF NÃO POSSUI REDE WI-FI PARA INTERNET: ENTÃO PARA QUE UMA COMPRA ABSURDA DESTAS SE VÃO TER QUE FAZER OUTRA LICITAÇÃO PARA COLOCAR A REDE E USAR OS TABLETS?
Não bastasse o superfaturamento na compra de equipamentos  para portadores de doenças locomotoras, promovido pelo inócuo e incompetente Secretário de Saúde Rafael Barbosa, que deixou a Saúde Pública do DF em petição de miséria, e agora candidato pelo PMDB do Vice Tadeu Filipelli, que autorizou a compra de equipamentos  que custariam 1,5 Milhão e cuja compra e pagamento foi autorizado por maios de surpreendentes 4 milhões de reais, vem agora outro susto aos bolsos do pobre e exaurido eleitor e contribuinte de Brasília!                                               (Leiaem:http://carlossam.blogspot.com.br/2013/12/rafael-barbosa-um-secretario-de-saude.html#.U8-yBuPdXKM)
Uma compra de importância igualmente fantástica de tablets, para um número tão grande de crianças da rede escolar pública, incluindo muitas daquelas que ainda mal sabem escrever!
Algo de estranho em tudo isto, tanto que foi suspensa!

Mas como em todas as outras intervenções deste tribunal a pergunta é, no que vai dar ou terminar esta história!

ENTÃO VEJA AS DUAS HISTÓRIAS DESTE FANTÁSTICOS SUPER FATURAMENTOS E TIRE SUAS CONCLUSÕES.

A Secretaria de Educação abriu licitação para comprar, por R$ 65 milhões, 104 mil tablets para doar para alunos e professores do ensino médio da rede pública do Distrito Federal.
O objetivo, segundo o edital, é "engajar os alunos em sala de aula, reduzir a evasão escolar e desenvolver nos estudantes o domínio das habilidades do século 21".
O aviso de licitação foi publicado no Diário Oficial do DF no último dia 11. De acordo com a pasta, 98.745 tablets de sete polegadas serão doados aos estudantes e 5.954 de nove polegadas, aos professores.
Caso o resultado do projeto seja positivo, o objetivo da pasta é fazer a aquisição anualmente. 
Segundo o subsecretário de Modernização e Tecnologia, Danilo César Ribeiro, o projeto ainda está sendo estudado, mas não há, por ora, nenhuma regra que obrigue os estudantes a devolverem os equipamentos caso abandonem a escola ou se formem.
O subsecretário também não soube informar se os alunos ficarão impedidos de doar ou vender os aparelhos.

OUTRO CASO PARECIDO FOI ESTE

RAFAEL BARBOSA SECRETARIO DE SAÚDE DO DF, JÁ É CANDIDATO A DEPUTADO FEDERAL. MAS ALGUNS DEPUTADOS FEDERAIS E SENADORES INSISTEM EM INVESTIGAR DENÚNCIAS CONTRA ELE.
(sexta-feira, 21 de março de 2014 )

Senadores e deputada pedem investigação do MPF na Secretaria de Saúde do DF
Rafael Barbosa é o atual Secretário de Saúde, e candidato declarado a deputado federal.

VEJA A MATÉRIA:

10/1/2014 10:08
Por Leandro Mazzini - de Brasília

Dois senadores já solicitaram, e agora uma deputada federal vai requerer ao Ministério Público Federal uma investigação na Secretaria de Saúde do Governo do Distrito Federal, por compra superfaturada em R$ 3,5 milhões (!) de um aparelho exoesqueleto robótico de última geração, da Suíça, para reabilitação com fisioterapia. O famoso Lokomat Pro, montado no Brasil, custa R$ 1 milhão. A falcatrua, descoberta pela Coluna, teve aval do secretário de Saúde do Governo do DF, Rafael Barbosa, candidato a deputado federal. Ele recuou após a denúncia. A secretaria anunciou o cancelamento da compra, mas cobrada desde Dezembro, até agora não apresentou uma linha do Diário Oficial que comprove a anulação da compra. Segundo fontes, o secretário apenas ‘segurou’ a aquisição.
A Coluna publicou anteriormente o contrato (nº 124/13) e a nota de empenho (nº 2013NE07450, de R$ 4,58 milhões) que comprovam o superfaturamento. Hoje, novo documento prova que, pelo próprio sistema do GDF, a compra está em aberto. E mais: a aquisição é para dois aparelhos. O superfaturamento ainda é alto, R$ 2,5 milhões, mas o bastidor da maracutaia evidencia o quanto o governo anda debilitado: Segundo a assessoria de imprensa, em contato por telefone, a importadora só tinha condições de entregar um. Mesmo assim, a secretaria descaradamente não mudou o valor do contrato.
No final do mês passado, os senadores Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) e Cristovam Buarque (PDT-DF), com base na denúncia, protocolaram no PM do DF e Territórios pedido de investigação. O caso está na Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público (Prodep) (nº 08190.010111/14-42), mas ainda não foi distribuído a nenhum promotor. Ontem, a deputada federal Mara Gabrilli (PSDB-SP) decidiu solicitar ao MP Federal em Brasília a entrada no caso. Tetraplégica, ela utiliza o Lokomat para reabilitação numa entidade paulista. No Brasil, apenas duas instituições, a AACD e a Rede de Reabilitação Lucy Montoro possuem o equipamento.
‘Além de superfaturar, é um superfaturamento em cima de uma questão brasileira que já é uma miséria, que é a reabilitação. Quantas pessoas gostariam de fazer treino de marcha neste equipamento e não podem, pois não existe nenhum equipamento parecido fornecido pelo Estado’, desabafou a parlamentar. ‘Estamos preparando representação ao MP para que investiguem dois possíveis crimes cometidos: improbidade administrativa e crime contra a administração pública. Além disso, vamos pedir que o GDF faça a compra dos equipamentos, porém pelo valor correto’.
O contrato foi assinado em Agosto de 2013, por dispensa de licitação, para a compra do aparelho Lokomat da fabricante suíça Hocoma. A importadora é a BioAlpha Serviços e Comércio de Materiais Hospitalares, com sede no Rio de Janeiro. Os proprietários são Cainã Albuquerque e Ana Carla Albuquerque, no contrato social. Eles têm 22 e 25 anos, respectivamente, e são filhos de Joel de Lima Pinel, o contato do secretário em Brasília.


NOSSA OPINIÃO:

RAFAEL BARBOSA, DONO DE CLÍNICAS COM CONTRATOS MILIONÁRIOS COM O GDF, JÁ É CANDIDATO DO PT A DEPUTADO FEDERAL.

Esse cara deve mil explicações ao DF, pelas mazelas com que tratou a saúde pública, foi acusado de inúmeras irregularidades na sua pasta, com nosso dinheiro é claro, como aquela dos aparelhos locomotores importados da Alemanha, que custam 1,5 Mi de reais e foi pago por eles, 4 milhões, e muitas outras coisas inclusive as que vão aparecer, e agora é apontado como favorito para uma cadeira pelo PT DF!

Apenas uma perguntinha ainda que possa parecer meio meio idiota: 
Com que dinheiro, e para que  se paga uma campanha para ser eleito e ganhar pouco mais de 20 mil reais por mês? Já sei! 
È só pela fidelidade partidária não é mesmo? E para ajudar o povo é claro!
 
Karlão-Sam.

Você pode gostar de...

1 comentários

  1. Mais uma vez esse Danilo Cesar Ribeiro envolvido em corrupção. Será que o Bené está mais uma vez por tras da nomeação de "gente boa"? Quantos Benés e seus "afilhadinhos" Danilos ainda tem que estar envolvidos na política para quebrar o Brasil?

    ResponderExcluir

Criticas ou sugestões?

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes