ARRUDA E AGNELO SOBEM O TOM NA GUERRA PELO VOTO NO DF!

09:17Carlos Alberto-Jornalismo,isento e sem compromisso com mentiras.!

É GUERRA PELO VOTO!






X



A GUERRA PELO VOTO!
O verde parte para encarar o vermelho e vice-versa!
Agnelo Queiróz subiu o tom das críticas a José Roberto Arruda no que parece uma verdadeira tática do desespero, face a debandada geral da base de apoio que o elegeu em 2010.                                                                                     Chamou Arruda de "Ficha suja", que envergonhou o cidadão do DF e  quase fez o brasiliense perder o direito de ter seus governantes.                                      As agressões verbais foram respondidas a altura por Arruda que disse não ver condições de ser enfrentado por um governador que ficou quase 4 anos no poder dando 70% de rejeição e não conseguiu explicar como comprou a própria casa, e que não consegue explicar por exemplo o superfaturamento do Está Mané Garrincha de 600 milhões para 2 bilhões de reais, o mais caro da Copa no Brasil.                                                              E chamou Agnelo Para um debate onde e do jeito que ele quiser!

Com isto aumenta a perspectiva do eleitorado em ter um debate que jamais houve no DF em termos de propostas de campanha, e também e "roupa suja a ser lavada", ajudando consequentemente a formação de opinião dos eleitores, quanto ao perfil do dois candidatos mais em evidência.
Karlão-Sam




ENTENDENDO O CASO ARRUDA:
Por Ricardo Callado – A candidatura do ex-governador Arruda (PR) ao GDF vem sendo minada um pouco a cada dia. Faz parte de um plano estratégico. Há um roteiro a ser seguido. E a tendência é que o candidato do PR se dê mal. Antes mesmo do registro da candidatura, advogados do PT fizeram plantão no Superior Tribunal de Justiça (STJ) para pressionar ministros a derrubar a liminar que impedia o julgamento do ex-governador. A liminar tinha como motivo uma ação de suspeição do juiz Álvaro Ciarlini, responsável pela investigação da Caixa de Pandora em primeira instância. Foi o juiz que proferiu todas as condenações contra Arruda. Sem alcançar sucesso, o jeito foi bater na porta do STF.
 ***
Ministério Público
O Ministério Público, tanto o Federal quanto o Eleitoral, é parceiro na derrubada da candidatura de Arruda. Talvez de forma involuntária. Foi o Federal que entrou com o pedido de derrubada de liminar no Supremo Tribunal Federal.
 ***
Joaquim Barbosa
Por ironia, Joaquim Barbosa, o algoz dos petistas do mensalão, deu a sua contribuição para ajudar o PT no Distrito Federal. Foi dele a decisão de derrubar a liminar. Assim, o Tribunal de Justiça do DF ficou liberado para julgar o ex-governador.
 ***
Segunda instância
Os adversários precisavam de uma condenação em segunda instância. Com a queda da liminar, mesmo sem o julgamento da ação contra Ciarlini, o TJDFT julgou e condenou Arruda. O ideal é que a condenação fosse antes de 5 de julho.
 ***
Ficha Limpa
Nenhum político pode ser candidato se tiver uma condenação em segunda instância antes do dia 5 de julho, prazo final para registro de candidaturas. É o que diz a Lei da Ficha Limpa. E há jurisprudência sobre isso.
 ***
MP Eleitoral
Como Arruda tinha registrado a candidatura, o Ministério Público Eleitoral entrou em campo. O pedido de impugnação foi feito ontem e cabe ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) decidir se acata ou não. É bem provável que decida contra Arruda.
 ***
Recursos
Caso o TRE derrube a candidatura, os palcos seguintes da disputa serão o TSE e o Supremo. Só em existir o processo, Arruda já é prejudicado. O eleitor vai ficar em dúvida. E essa dúvida será alimentada ainda mais pelos adversário.
blogdocallado.

Você pode gostar de...

0 comentários

Criticas ou sugestões?

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes