E o candidato Agnelo Queiróz fugiu do debate com José Roberto Arruda! Aliás ele já tinha feito isto em 2010 com Joaquim Roriz!

10:45Carlos Alberto-Jornalismo,isento e sem compromisso com mentiras.!


 


   X
Engasgado e mal assessorado; saindo sem dar respostas ás perguntas de seu oponente!

Foi este o comportamento de Agnelo Queiróz no debate de ontem na Associação Comercial do DF entre Agnelo Queiróz do PT e José Roberto Arruda do PSC, ambos candidatos ao Governo do Distrito Federal.
Mas o que pouca gente sabe ou lembra, é que Agnelo Queiróz engasga fácil, e fica sem saída diante de perguntas sobre seu passado político e que nem a militância petista consegue disfarçar o embaraço.
Veja como foi em 2010 diante de Joaquim Roriz!

Debate - O PT faz tudo para enganar o eleitor. 

É o partido que não fala o que pensa.

“MALABARISTA SEM ARGUMENTOS” - A definição refere-se ao comportamento do candidato do PT ao GDF, Agnelo Queiroz, que fugiu o tempo todo das perguntas formuladas pelos demais oponentes durante o debate realizado ontem (20) pela TV Record. Para Joaquim Roriz (PSC 20), não restou a Agnelo Queiroz alternativa a não ser tentar escapar das evidências e mentir para o eleitor . “O PT é o partido que não fala o que pensa, faz o contrário do que diz, tudo para enganar o eleitor”, afirmou Roriz.

Agnelo, também no debate de ontem insistiu em não responder as perguntas “desagradáveis” que o perseguem desde sempre: que Por que o PT, que sempre odiou o PMDB em Brasília, agora fez aliança com o inimigo? Por que Agnelo nunca cita o nome do seu candidato a vice, Tadeu Filippelli, do PMDB?, Por que Tadeu Filippelli nunca está nas imagens da campanha de Agnelo? Por que Agnelo se aliou a deputados que estão implicados na operação Caixa de Pandora - que acabou por derrubar e prender o governa dor José Roberto Arruda? E se fez estas alianças, por que mente ao dizer que irá construir um governo local de resgate à ética e à moralidade? Estas são perguntas que evidenciam que Agnelo não fala o que pensa, pois pretende enganar o eleitor de Brasília fingindo ser o que não é.

Por que Agnelo não foi chamado de volta para o Ministério do Esporte, quando se licenciou para concorrer ao Senado em 2006 e foi derrotado?
Terá sido por causa da operação Shaolin, que desviou milhões destinados originalmente para crianças carentes e acabou como propina? 
Por que Agnelo consegue obstruir o andamento do processo que contém a investigação que o flagrou recebendo propina dentro do seu próprio carro? 
Por que Agnelo não reagiu às acusações da jogadora Magic Paula de que ele embolsou indevidamente diárias para ir aos jogos Pan americanos de Santo Domingo?
Por que ele não devolveu mais de Cr$ 100 mil gastos com sua hospedagem no luxuoso transatlântico Queen Mary na Grécia, durante os Jogos Olímpicos da Grécia? 
Magic Paula saiu enojada do Ministério do Esporte. 
Agnelo manteve a cara-de-pau, é candidato ao GDF e se diz ficha limpa, ético e que fará um governo inovador.

Quem acredita em candidato fujão? Quem acredita em quem mente? Quem acredita em falso moralista? Em falso ético?


http://joaquimroriz.blogspot.com.br/2010/09/debate-roriz-vence-agnelo-foge.html


E ATÉ COM DONA WESLIAN RORIZ, CONSIDERADA DESPREPARADA, AGNELO QUEIRÓZ NÃO SE SAIU MUITO BEM!
VEJA:





sexta-feira, 29 de outubro de 2010
D. Weslian desconcerta petista no debate.

CORRUPÇÃO – Nervoso, candidato do PT não responde denúncia de que desviou dinheiro do Ministério do Esporte

A candidata a governadora Weslian Roriz (PSC 20), no debate promovido quinta-feira (28) pela TV Globo, além de apresentar e defender propostas para resolver os problemas do Distrito Federal, deixou o adversário Agnelo Queiroz (PT) nervoso e incomodado ao abordar dois temas: as denúncias do envolvimento dele num esquema de corrupção no Ministério do Esporte quando ele era ministro e a aliança que o petista fez com o PDMB.

O próprio Agnelo puxou o tema das denúncias, quie foram veiculadas nos programas eleitorais de Dona Weslian, ao perguntar se ela conhecia os denunciantes. “Doutor Agnelo, quero ser franca com o senhor. As verdades são ditas, não ficam escondidas de ninguém. Se aconteceu e mostrou é porque existe. Ninguém vai pra TV contar o que não existe”, respondeu Dona Weslian, sem se aprofundar nas denúncias exibidas por duas testemunhas que garantem que Agnelo comandou o esquema que desviou dinheiro do Ministério do Esporte.
Na tréplica, Agnelo, visivelmente inconfortável com o assunto, reagiu tentando desqualificar as testemunhas e as acusações. Em momento algum, porém, o candidato petista, que se diz “ficha limpa”, procurou esclarecer as denúncias de que recebeu pelo menos R$ 256 mil diretamente dos integrantes do esquema, conforme depoimento deles colhido pela Polícia Civil do DF.

Mesmo sem ter experiência em debates políticos ( foi o segundo que ela participou em um mês de campanha), Dona Weslian desconcertou Agnelo ao questioná-lo sobre a aliança que ele fez para disputar as eleições, lembrando que a chapa dele reúne até deputados envolvidos no esquema de corrupção do Governo Arruda. Agnelo se defendeu dizendo que essa ampla aliança, que reuniu inimigos históricos e políticos que respondem até por pedofilia, era para “o bem de Brasília”. Nos blocos em que os temas era questões pontuais, como transporte e saúde, Dona Weslian, dizendo-se uma “mulher pequena, mas forte”, defendeu as propostas que vem apresentando em seus programas eleitorais. Sobre desemprego, afirmou: “Aqueles necessitados de emprego terão seu emprego garantido. Se eu for eleita, todo trabalhador vai ter seu emprego”, garantiu, acrescentando que também cuidará da capacitação das pessoas para o trabalho e instituirá a Bolsa-Auxílio para os desempregados.

Com relação à saúde, Dona Weslian lembrou que no governo de seu marido, Joaquim Roriz, foram construídos diversos hospitais e que ela construirá a Cidade da Saúde. A candidata ressaltou que quem vai cuidar da pasta será o seu vice, o médico Jofran Frejat, que até hoje ainda é reconhecido como o melhor secretário de Saúde que o DF já teve. “Vou fazer com que a saúde do DF volte a ser do primeiro mundo, que nem no governo do meu marido”, afirmou.

Quando o tema apresentado foi transporte, Dona Weslian voltou a lembrar das realizações feitas no Governo Roriz. "Meu marido construiu o metrô, meu marido fez muita coisa boa nesse governo. Fique seguro que eu sei como é que as pessoas andam na cidade”, afirmou. Ela anunciou que pretende expandir o metrô para a Asa Norte, chegando também a Sobradinho e Planaltina. Além de criar novas linhas, ela destacou que promoverá a integração do metrô com ônibus , microônibus e vans regularizadas.

Dona Weslian aproveitou o debate para defender as declarações do Papa Bento XVI de que os bispos do Brasil têm “o grave dever de emitir um juízo moral também em matérias políticas” e criticou o aborto. "Eu quero dizer para vocês que essa é prioridade do governo, somos contra o aborto e a favor da vida. O papa Bento XVI pediu para nós falarmos com o eleitor". Em seguida, reafirmou sua “fé em Deus” de que fará um bom governo.

Descontraída, ao final ela apontou a coincidência das cores da Globo com as de sua campanha: “a cidade está toda azul, azul como está aqui também”. Depois, como tem feito desde que se lançou candidata, pediu votos para o candidato à presidência José Serra (PSDB), desta vez parodiando o slogan do candidato tucano:
“Nós somos do bem, só queremos trazer a felicidade para vocês”.

Postado por Rogerio
 http://joaquimroriz.blogspot.com.br/2010/10/d-weslian-desconcerta-petista-no-debate.html

Você pode gostar de...

0 comentários

Criticas ou sugestões?

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes