E O METRÔ CONTINUA PROBLEMÁTICO! O GDF NÃO RESOLVE OS PROBLEMAS DO METRÔ, MAS ANUNCIA VERBAS PARA NOVAS ESTAÇÕES.

15:33Carlos Alberto-Jornalismo,isento e sem compromisso com mentiras.!






Após falha, testes atrasam saída de trens do Metrô-DF em mais de duas horas

Companhia afirma que os reparos na rede elétrica foram finalizados, mas observa de perto o funcionamento do serviço.
Às 8h30 os trens ainda circulavam sem grande movimentação
A cena presenciada pelos usuários dos trens da Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF), nesta manhã desta quarta-feira (2/7), era de surpresa: portões fechados e nenhuma movimentação dentro das estações. Após passar as primeiras horas de hoje totalmente parado, além de sofrer redução no número de trens e de paradas nessa terça-feira (1°/7), o Metrô-DF voltou a funcionar em todas as estações do Distrito Federal. A retomada ocorre de forma gradual, desde às 8h, com a observação dos técnicos. No momento, apenas 13 trens circulam.

De acordo com o Metrô, as portas foram reabertas assim que o problema na rede elétrica foi solucionado e o horário foi escolhido para garantir que não haveria grande movimentação durante este período de observação. Espera-se que todos os 24 trens voltem a circular ao longo do dia. 
Os transtornos para os usuários de transporte público, no entanto, foi além. Sem os trens do metrô, mais cedo, os passageiros precisaram recorrer aos ônibus. Com paradas lotadas, o percurso até o trabalho ocorreu em coletivos lotados. 
A estudante Marilene Rachel Macedo, 24 anos, reclamou que ficou mais de 40 minutos esperando um ônibus em Ceilândia. “Estava esperando ônibus para a Esplanada. Quando passam estão lotados. Só consegui pegar um para a rodoviária”.
O mesmo problema foi enfrentado pelo servidor público Luciano do Rego Silva, 32. Ele afirma que não houve reforço de ônibus em Ceilândia, onde ele mora. “Todos passam lotados e nem param aqui no centro da cidade”, alertou. A estudante Jessica Gomes, 20, afirmou que em Ceilândia Centro muitos estão se arriscando em transportes piratas para conseguir chegar ao trabalho.

Cabo rompido

Uma pane elétrica causou tumulto nessa terça-feira (1°/7) em um dos terminais da Asa Sul. O rompimento de um cabo de energia parou o funcionamento de pelo menos seis pontos de embarque e desembarque do metrô. Na manhã de ontem, os trens que saíam de Ceilândia e de Samambaia só conseguiam chegar até a Estação Asa Sul, no Setor Policial Sul. Depois desse trecho, até a Estação Central, na Rodoviária do Plano Piloto, com o túnel completamente sem energia elétrica, não havia permissão para que os veículos prosseguissem. Os passageiros enfrentaram transtorno durante todo o dia, quando os vagões operaram em velocidade reduzida.
Além de não conseguir resolver os problemas fundamentais para o bom funcionamento do Metrô-DF, o GDF ainda anuncia mais 700 milhões de reais para novas estações.
O Metrô-DF vem enfrentando problemas desde a semana passada com o abastecimento de energia elétrica, por conta de obras realizadas na via que passa sobre a N2, paralela ao shopping Conjunto Nacional. As modificações feitas no local provocaram o rompimento de um dos cabos responsáveis pela alimentação do sistema. A carga já havia sido restabelecida, mas uma sobrecarga ocorrida ontem provocou desligamento da luz.

Apesar de ser responsável pelas obras na N2, a Novacap disse ao Correio que o conserto elétrico será feito pela Companhia Energética de Brasília (CEB) em conjunto com o Metrô-DF. A Novacap informou que a CEB poderá realizar um pedido de ressarcimento para a empresa.

Você pode gostar de...

0 comentários

Criticas ou sugestões?

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes