MAIS UMA MANOBRA DOS DEPUTADOS DISTRITAIS,PARA NÃO CASSAREM BENEDITO DOMINGOS EM ANDAMENTO NA CLDF

12:29Carlos Alberto-Há 40 anos vivendo Brasília!

Reunião da Comissão de Ética acaba beneficiando deputado ficha-suja


Com atitude tomada pelo presidente da Comissão, dr. Michel, colegiado ainda não definiu rumos para o caso
Fonte: Adote um Distrital

Ontem (20/08) na reunião extraordinária da Comissão de Defesa Direitos Humanos, Cidadania, Ética e Decoro Parlamentar - CDDHCEDP, houve um verdadeiro picadeiro para tentar protelar, mais uma vez, uma definição do caso do deputado ficha-suja Benedito Domingos (PP).
A Comissão é presidida pelo deputado Dr. Michel (PP) que, inclusive, já presidiu sessões relativas a este caso, mas somente ontem ele se deu conta que Benedito Domingos é presidente regional do PP (partido de ambos) e por esse motivo se declarou em suspeição para continuar na presidência enquanto o caso estiver na pauta. Assim, a presidência da Comissão passou para o vice-presidente, deputado Olair Francisco (PTdoB), que de imediato sugeriu que o processo fosse retirado da pauta para uma melhor avaliação. Como essa decisão caberia ao colegiado visto que essa fase já foi vencida, submeteu-se a votação. 




Votaram a favor da retirada de pauta: Olair Francisco e Agaciel Maia (PTC); votaram contra a retirada de pauta: Patrício (PT) e Joe Valle (PDT).
Na Comissão de Ética há deputados que padecem de uma tara pelo não andamento dos processos quando se trata de investigar quebra de decoro parlamentar. Neste mesmo dia o corregedor da Casa, dep. Patrício, apresentou seu parecer opinativo sobre a abertura de processo disciplinar contra o dep. Aylton Gomes, mais uma vez Olair trabalhou para que fosse tirado de pauta para estudar melhor o caso, mas conseguiu apenas 2 horas de prazo para avaliar o relatório e emitir seu parecer; ao final, se absteve como no caso do ex-deputado cassado Raad Massouh.
A pergunta que não quer calar é: Por que somente agora o dep. Dr. Michel se declarou em suspeição e não o fez assim que o caso foi parar a Comissão de Ética? Cabe lembrar que no caso Raad Massouh (que tem o mesmo curral eleitoral do Dr. Michel) não teve o mesmo tratamento, pelo contrário, foi até o fim na presidência do caso e foi um dos que votaram com o relator do processo que culminou na cassação do então deputado.

Que há muito jogo político sujo nos bastidores todos sabemos, mas renunciar a presidência para fugir da responsabilidade, sendo seguido pela infeliz decisão de retirar da pauta o processo, as vésperas do fim do mandato, é demais para a população! 
É desrespeitar a vontade daqueles que os elegeram e confiaram em suas pseudo-probidades. 
É desrespeitar o dinheiro da população que continuará a encher o bolso do deputado ficha-suja e de seu bando.

ADOTE UM DISTRITAL.COM

Você pode gostar de...

0 comentários

Criticas ou sugestões?

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes