DELATOR DO "PETROLÃO" ATIRA AGORA NO PSDB

19:52Carlos Alberto-Jornalismo,isento e sem compromisso com mentiras.!


A manchete da Folha de S. Paulo desta sexta-feira traz um complicador para a estratégica política do PSDB, de usar o esquema comandado por Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras, como arma contra o PT, às vésperas do segundo turno. Costa também disse ter pago propinas a ninguém menos que Sergio Guerra, ex-presidente nacional do PSDB. Ontem, numa outra revelação, surgiu a história de que o senador Fernando Bezerra Coelho, do PSB, também levantou R$ 20 milhões para a reeleição de Eduardo Campos, em 2010. Assim, o esquema denunciado na Operação Lava-Jato se torna mais ecumênico e suprapartidário – e não apenas petista.
Segundo depoimento do ex-diretor de Abastecimento da Petrobrás Paulo Roberto Costa, os desvios da Petrobras não só alimentou o PT, PMDB e PP, mas também patrocinou até até campanha do PSDB. De acordo com o delator, o ex presidente do PSDB Sérgio Guerra extorquiu a Petrobras em R$ 10 milhões em propina para encerrar a Comissão Parlamentar de Inquérito da Petrobrás, aberta em julho de 2009 no Senado. 

Segundo ele, o então presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra – morto em março deste ano, disse que o dinheiro seria usado para a campanha de 2010. O pagamento teria ocorrido depois que a CPI foi fechada sem punições, em 18 de dezembro de 2009.

A comissão investigava irregularidades nas obras da Abreu e Lima, em Pernambuco – que desencadearam a Operação Lava Jato da Policia Federal neste ano.


Segundo o delator, o dinheiro foi pago pela Construtora Queiroz Galvão, citada no caso de superfaturamento e desvios da refinaria.

Brasil 247 e Folha de São Paulo

Você pode gostar de...

0 comentários

Criticas ou sugestões?

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes