OPINIÃO DE LEITORA SOBRE OS DESMANDOS DOS DEPUTADOS DISTRITAIS DO DF

23:00Carlos Alberto-Jornalismo,isento e sem compromisso com mentiras.!

DESABAFO DE LEITORA: ESTA É A CÂMARA LEGISLATIVA RENOVADA?


PROPOSTA DE EMENDA CONSTITUCIONAL Nº XXX/2014 -
EXTINGUE A REPRESENTAÇÃO POLÍTICA NO DISTRITO FEDERAL, ELIMINANDO O ARTIGO 32 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988
De um lado do Eixo Monumental, deputados distritais tem a desfaçatez de defender (e aprovar, ou tentar), a cada dia, projetos e mais projetos de leis e resoluções que, quando não declarados inconstitucionais, são abertamente lesivos aos interesses da população de Brasília, indo desde a tentativa de escancarar a especulação imobiliária na área tombada e não tombada (casos PPCUB e LUOS, por exemplo), causando o desordenamento da cidade - para falar só na questão do urbanismo -, a tentativas de eliminação de mecanismos de controle de seus atos.
O mais novo absurdo de suas excelências todo mundo já sabe: são os Projetos de Resolução nº 81/2014 e 82/2014 que pretendem impedir, respectivamente, a cassação do mandato de distritais envolvidos em quebra de decoro (um deputado acusado de improbidade administrativa só poderá ser cassado quando houver decisão judicial transitada em julgado - quando não houver mais possibilidade de recursos – o que pode levar a 20 anos); e que o cidadão comum possa representar contra eles por quebra de decoro (como é atualmente), limitando a iniciativa a partidos políticos.
O PR 81/204 foi aprovado em primeiro turno dia 12/11 por 13 deputados (número suficiente para tal). O segundo turno da votação está previsto para terça, dia 26, após adiamentos devido à reação da sociedade. O PR nº 82/2014 (que limita a iniciativa a de pedidos de cassação) não foi votado ainda em primeiro turno. Não houve tempo, dia 12. De qualquer forma, os PRs foram aprovados pelas comissões de Constituição e Justiça (CCJ) e de Ética, além de passar pelo crivo da Mesa Diretora, antes de serem apresentados ao plenário. E sem passar pelo protocolo da Câmara Legislativa, como de praxe. Que pressa, não?
Mas tem mais: mesmo com a reação negativa da sociedade, e até (aparentemente) da bancada federal do DF, de acordo com matéria do Correio Braziliense do dia 21/11, dos 12 novos deputados eleitos para a CLDF, somente TRÊS votariam contra a proposta que dá superpoderes aos parlamentares. Renovação onde? Quando?
DO OUTRO LADO DO EIXO
Enquanto isso, do outro lado do Eixo Monumental, no Palácio do Buriti, o pior governador que o DF já teve, defenestrado do poder pelo voto, apesar de ter toda a máquina pública a seu favor, Agnelo Queiroz (PT), por vingancinha, mesquinharia, picuinha, resolveu nesta sexta, dia 21, não vetar partes do Projeto de Lei aprovado pela Câmara Legislativa que pode dificultar a reforma administrativa do futuro governo. Com isso, ele sancionou tacitamente o PL, que volta para a CLDF para promulgação esta semana, quando passará a valer de fato.
Isso significa que o governador eleito, Rodrigo Rollemberg (PSB), vai ter que submeter à aprovação dos distritais qualquer mudança que for fazer na máquina administrativa no início do ano que vem, como prometeu em sua campanha. Isso inclui criação e extinção de secretarias, órgãos e cargos, MESMO QUE NÃO OCORRA AUMENTO DE DESPESAS. Já viram quando essa reforma sairá, né?
PEC PODE?
Por essas e por outras é que estou propondo a PEC que extingue a representação política no DF. Sim, sei que é sonho meu, já que o cidadão comum não pode propor emendas à Constituição (por enquanto). Porém, está lançada a ideia.
O fato é que o DF só perdeu com a chamada “autonomia política” que nos foi concedida. Governos após governos desastrosos, Brasília está inchada, abandonada, tomada por grileiros, sem infraestrutura que atenda nem a bairros “nobres” ou a “populares”, correndo o risco de ter uma crise de água TAMBÉM. E eles apostam em mais e mais desmandos.
Vivemos em estado de constante ansiedade, às vezes pânico, temendo qual será o próximo atentado que nossos “representantes” perpetrarão contra nós – de ambos os lados do Eixo Monumental, e muitas vezes, do começo do Eixão, também. Sem falar na FORTUNA que gastamos para manter isso tudo, em infraestrutura, salários dos “representantes”, dos servidores, mordomias, desvios de recursos, etc.
O que seria posto no lugar? Não sei. Uma estrutura meramente administrativa, uma espécie de prefeitura, indicada pelo Senado, como já existiu? (pisou na bola, é tirado). Propostas? Alguém? Está aberto o debate.
Só sei que disso tudo eu estou DE SACO CHEIO. A democracia não tem funcionado a nosso favor. Brasília é a capital do Brasil, Patrimônio Cultural da Humanidade. Não pode ser tratada com o descaso com que vem sendo, a começar pelos que por ela, primeiramente, deveriam zelar.



PS;
Ouça bem e guarde mais bem ainda, a voz dos que foram capazes de fazer andar a bandidagem do projeto de lei que os faz ficarem ainda mais blindados e distantes do povo!
Sem discussão e totalmente contra os interesses de quem os paga: NÓS!
E entre eles, vários que já foram condenados como o famigerado BENEDITO DOMINGOS que deveria estar cassado, e até presos pela POLÍCIA FEDERAL COMO ROBÉRIO NEGREIROS e acusados até de máfia de exploração em cima dos mortos e suas famílias, como ELIANA PEDROSA, ou ainda dos famigerados "ATOS SECRETOS" do SENADO FEDERAL como AGACIEL MAIA!
O que será isto na cabeça do eleitor de BRASÍLIA? Será a água daqui?

E VOCÊ? TAMBÉM VOTOU EM ALGUM DELES?
Então veja como foi a votação do projeto em benefício próprio dos senhores e senhoras distritais:

https://www.facebook.com/KARLAOSAM/posts/997500440263741?comment_id=997772106903241&offset=0&total_comments=2&notif_t=share_comment



Você pode gostar de...

0 comentários

Criticas ou sugestões?

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes