AGNELO QUEIRÓZ E A GASTANÇA EM PUBLICIDADE NA ERA DE ANDRÉ DUDA:55 MILHÕES DE REAIS DE UMA TACADA SÓ

17:28Carlos Alberto-Jornalismo,isento e sem compromisso com mentiras.!

AGNELO PEDIU PRA GASTAR MAIS  DINHEIRO EM PUBLICIDADE EM 2013, VIA SEU NOVO SECRETÁRIO ANDRÉ DUDA E COM APROVAÇÃO DA CLDF.

 A entrada do jornalista André Duda à frente das secretarias de Publicidade e de Comunicação do GDF já começa a apresentar resultados: mais gastança. Não satisfeito com a verba de cerca de 150 milhões destinada aos comerciais de Agnelo, o governador quer aumentar para mais de R$ 200 milhões. Para isso, Agnelo Queiroz encaminhou à Câmara Legislativa do Distrito Federal um projeto de lei pedindo a liberação de mais R$ 55 milhões para despesas com propaganda do governo. O projeto não tem data para ser votado, mas o pedido do governador é para que a matéria seja votada em caráter de urgência. A proposta foi enviada à Casa no último dia 3 de outubro.
André Duda, Secretário de Publicidade de Agnelo Queiróz.
Neste ano, a secretaria de Publicidade do GDF já gastou R$ 112,5 milhões com propaganda. 
A pasta tem mais R$ 24,6 milhões em caixa para gastar com publicidade ainda neste ano, o que significa dizer que, se a CLDF aprovar a proposta, o GDF terá quase R$ 80 milhões para gastar com propaganda em dois meses e meio. Numa conta simples, o GDF vinha gastando por mês R$ 11,2 milhões em campanhas promocionais e pulará para um gasto médio de quase R$ 32 milhões por mês. Três vezes mais.

Um belo reforço para quem já se lançou à reeleição. 
Registre-se, que pelas regras eleitorais, nos anos de eleição, os governos só podem fazer campanhas institucionais até abril . 
Tudo indica que Agnelo quer tirar o atraso. A secretaria de Comunicação Social do GDF informou na quinta (10) que os R$ 55 milhões serão gastos entre outubro e dezembro deste ano com “propagandas de utilidade pública e institucional”.
Apesar dos diversos problemas na saúde, educação, pavimentação de ruas, ações que nunca contam com recursos suficientes, o GDF informa que a verba de R$ 55 milhões será tirada do “excesso de arrecadação” dos impostos sobre Propriedade de Veículo Automotor (IPVA) e por Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) de 2013, de acordo com a justificativa encaminhada à Câmara.
O excesso de arrecadação, segundo o secretário de Fazenda, Adonias dos Reis Santiago, chegou a R$ 82 milhões neste ano. Os R$ 55 milhões representam 48,8% dos gastos do GDF com propaganda, de janeiro até o último dia 2 de outubro.
Pergunta que não quer calar: por que não investir este monatante em obras e serviços para a comunidade?


Com informações do G1 e do Câmara em Pauta
segunda-feira, 14 de outubro de 2013.

Você pode gostar de...

0 comentários

Criticas ou sugestões?

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes