PERIGO NAS RUAS DE BRASÍLIA:FROTA DE VEÍCULOS DO GDF ESTÁ SEM SEGURO HÁ PELO MENOS 12 ANOS.

19:48Carlos Alberto-Há 40 anos vivendo Brasília!

GOVERNO DO DF TEM 1.506 VEÍCULOS PRÓPRIOS, ALGUNS COM MAIS DE 40 ANOS.
 Parte da frota alugada de veículos do GDF, que foram devolvidos para o governo reduzir gastos (
Foto: Nilson Carvalho/Agência Brasília)

Os 1.506 veículos da frota própria do governo do Distrito Federal rodam pelas ruas da capital há pelo menos 12 anos sem seguro contra acidentes. A secretaria de Gestão Administrativa e Desburocratização (Segad) informou ao G1 não ter encontrado registro de contratos de seguros nesse período. É possível até que a frota nunca tenha sido segurada, diz a pasta.
Apesar da falta de cobertura, o secretário Antônio Paulo Vogel disse que a situação não é “tão prejudicial” ao governo. "Tivemos só três sinistros [dois furtos e uma batida com perda total] para uma frota de mais de mil carros nesses últimos dez anos. Não é um número grande assim. Na verdade, é irrisório", afirmou.
De acordo com ele, há uma média de três ocorrências de colisões por mês. "Na maioria das vezes o seguro pode custar mais do que arrumar à parte, dentro do próprio governo. O preço [do seguro] para a gente é mais caro do que para um carro particular, porque [um veículo do GDF] roda muito e tem muitos motoristas diferentes, por exemplo", disse Vogel.
A frota própria do GDF é formada por 790 máquinas, como tratores e retroescavadeiras, 400 carros de passeio – a maior parte de modelos populares, com motor 1.0 –, 123 vans, 90 caminhonetes, 65 caminhões, 30 kombis e 8 motos e micro-ônibus. O GDF aluga ainda cerca de outros 500 carros e utilitários. Todos os veículos locados têm seguro, por determinação contratual.
A gente tem que elencar nossas prioridades, porque estou com dificuldade até de pagar salário. (...) A nossa preocupação agora não é fazer o seguro, é fazer o contrato de manutenção e colocar os carros para rodar. Nesse primeiro momento é melhor usarmos o próprio um pouco mais antigo. Essa saída é boa para um período curto. Se a situação financeira do GDF fosse ótima, não pensaríamos duas vezes em assegurar a frota."
Antônio Paulo Vogel, secretário de Gestão Administrativa e Desburocratização
Vogel afirmou ao G1 que não há previsão de se contratar seguro para os veículos próprios devido à crise financeira do Distrito Federal. "A gente tem que elencar nossas prioridades, porque estou com dificuldade até de pagar salário. É uma escolha de Sofia. A nossa preocupação agora não é fazer o seguro, é fazer o contrato de manutenção e colocar os carros para rodar. Nesse primeiro momento é melhor usarmos o próprio um pouco mais antigo. Essa saída é boa para um período curto. Se a situação financeira do GDF fosse ótima, não pensaríamos duas vezes em segurar a frota", declarou o secretário.
No começo do mês, o GDF devolveu 320 veículos alugados para reduzir gastos. A economia estimada é de R$ 11,5 milhões por ano, diz a secretaria.

Segundo o subsecretário de Administração de Próprios, Marcello Nóbrega, motoristas do governo preferem dirigir veículos alugados porque, em caso de acidente, o veículo está protegido.
Se um servidor se envolve em um acidente a que não deu causa e não houver acordo entre as partes, a secretaria informou que o motorista que se sentir lesado deve "entrar com uma ação contra o governo, que fará o pagamento [do prejuízo] e posteriormente entrará com uma ação regressiva contra o condutor para ser ressarcido". A Segad diz que desde 2011 não há registro desse tipo de incidente.
O subsecretário de Administração de Próprios, Marcello Nobrega (esquerda), e o secretário de Gestão Administrativa e Desburocratização, Antonio Paulo Vogel, olham veículos que serviam ao GDF O subsecretário de Administração de Próprios, Marcello Nobrega (esquerda), e o secretário de Gestão Administrativa e Desburocratização, Antonio Paulo Vogel, olham veículos que serviam ao GDF
O mesmo ocorre em caso de acidente com vítima causado por veículo do GDF. A pessoa envolvida ou familiares dela têm de recorrer à Justiça para reclamar eventuais indenizações e ressarcimentos.

Veículos com mais de 40 anos
A Segad informou que deve começar uma vistoria geral nos veículos para avaliar as condições da frota. Muitos estão parados devido a problemas mecânicos. Há veículos com mais de 40 anos de fabricação, como caminhões de 1972.
Também há modelos como um Fusca 1985, da Novacap, em perfeitas condições, um Toyota Bandeirante 1989 e um Chevette 1992. Um leilão de veículos velhos está nos planos do governo, mas ainda não tem data para acontecer.
G1 DF



Você pode gostar de...

0 comentários

Criticas ou sugestões?

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes