DONO DA UTC CONFIRMA A LISTA DOS QUE RECEBERAM PROPINA, ENTRE ELES, GIM ARGELLO DO DF,FERNANDO COLLOR E EDSON LOBÃO.

16:17Carlos Alberto-Há 40 anos vivendo Brasília!


Empreiteiro confessa que doou propina da Petrobras a Edison Lobão
Os depoimentos do empresário Ricardo Pessoa, dono da UTC Engenharia, em seu termo de colaboração premiada, homologado pelo ministro Teori Zavascki, agitam a República.
Pessoa citou figuras proeminentes de praticamente todos os partidos, incluindo figurões da oposição. Entre eles, o senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) e o deputado Julio Delgado (PSB-MG). Aloysio foi vice na chapa de Aécio Neves e Delgado se notabilizou como relator da cassação de José Dirceu.
Ele mencionou pagamentos de R$ 7,5 milhões à campanha da presidente Dilma Rousseff, em 2014. Citou ainda pagamentos de R$ 1 milhão ao ex-ministro Edison Lobão, do PMDB, de R$ 5 milhões ao ex-senador Gim Argello (PTB-DF), de R$ 200 mil ao senador Aloysio Nunes (PSDB-SP), de R$ 150 mil ao deputado Júlio Delgado (PSB-MG) e de R$ 20 milhões ao ex-presidente e senador Fernando Collor (PTB-AL).
Pessoa também citou doação de R$ 2,5 milhões ao prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, e de R$ 1 milhão a ex-presidente da Transpetro, Sergio Machado, além de R$ 750 mil ao deputado José de Fillipi e R$ 1 milhão ao deputado Arthur Lira (PP).
Em Brasília, a presidente Dilma convocou uma reunião de emergência no Palácio da Alvorada. Dois de seus principais ministros, Edinho Silva e Aloizio Mercadante, foram citados por Pessoa.
Mercadante afirmou que todas as doações captadas em 2010, quando concorreu ao governo de São Paulo, foram declaradas.
Abaixo a lista:
-Campanha de Dilma em 2014: R$ 7,5 milhões (o delator citou o então tesoureiro da campanha, Edinho Silva, hoje ministro)
– Campanha de Lula em 2006: R$ 2,4 milhões
– Ministro Aloizio Mercadante (PT): R$ 250 mil
– Senador Fernando Collor (PTB): R$ 20 milhões
– Senador Edison Lobão (PMDB): R$ 1 milhão
– Ex-Senador Gim Argello (PTB) R$ 5 milhões
– Senador Ciro Nogueira (PP): R$ 2 milhões
– Senador Aloysio Nunes (PSDB): R$ 200 mil
– Senador Benedito de Lira (PP): R$ 400 mil
– Deputado José de Fillipi (PT): R$ 750 mil
– Deputado Arthur Lira (PP): R$ 1 milhão
– Deputado Júlio Delgado (PSB): R$ 150 mil
– Deputado Dudu da Fonte (PP): R$ 300 mil
– Prefeito Fernando Haddad (PT): R$ 2,6 milhões
– Ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto: R$ 15 milhões
– Ex-ministro José Dirceu: R$ 3,2 milhões
– Ex-presidente da Transpetro Sergio Machado: R$ 1 milhão

Você pode gostar de...

0 comentários

Criticas ou sugestões?

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes