DILMA E O JANTAR COM OS MINISTROS NO PALÁCIO DA ALVORADA: "NÃO PEGA BEM DIZ MINISTRO QUE NÃO FOI".

18:22Carlos Alberto-Jornalismo,isento e sem compromisso com mentiras.!

 A presidenta Dilma Rousseff recebeu nesta terça (11) o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) para um jantar no Palácio da Alvorada. O encontro durou cerca de três horas e foi motivado pela comemoração do Dia do Advogado, celebrado nesta terça-feira pelo Judiciário.
 Sindicalistas protestaram na frente do Alvorada.

Pelo Supremo, compareceram o presidente da Corte, Ricardo Lewandowski, e os ministros Luis Roberto Barroso, Rosa Weber e Edson Fachin. Também participaram do encontro o vice-presidente da República, Michel Temer, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, além dos presidentes dos tribunais superiores e do Tribunal de Justiça do Distrito Federal.

Durante um evento hoje no Tribunal Superior do Trabalho (TST), o ministro Marco Aurélio, um dos membros do STF que não foi ao jantar, disse que ficou honrado com o convite, mas não o aceitou por ser contrário ao comparecimento de toda a Corte em determinados eventos.
“Na minha concepção, o colegiado do Supremo, como um grande todo, não deveria comparecer a eventos como esse. Seja qual for o presidente, seja qual for a época, com crise ou sem crise. A leitura inevitável é a de que haveria uma tentativa de cooptação, o que é impossível. Não é que eu coloque os colegas que comparecerão ao jantar sob suspeição. Não é isso. A nossa cadeira vitalícia. E é assim para que possamos atuar com independência absoluta. Mas preocupa-me a leitura do pagador de impostos.”
 Marco Aurélio Melo não foi:"Devo satisfação aos contribuintes e a repercussão nacional não é boa".
Em vez de comparecer ao Alvorada, Marco Aurélio foi a uma cerimônia de entrega de condecorações do Tribunal Superior do Trabalho. Na sequência, aceitou convite para participar de um jantar em homenagem a um dos condecorados. O blog apurou que o ministro Teori Zavascki, relator dos inquéritos da Operação Lava Jato também não deve jantar com Dilma. Ele está viajando.
"A leitura que o cidadão faz não é boa e acaba desgastando indiretamente a instituição. Eu já compareci ao Palácio da Alvorada para jantar com o presidente da República, mas uma coisa é um integrante comparecer, outra coisa é o colegiado em peso", disse Marco Aurélio.

Agência Brasil 

Você pode gostar de...

0 comentários

Criticas ou sugestões?

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes