SAMAMBAIA TEM EQUIPE QUE FOI DESTAQUE NO INCENTIVO AO ALEITAMENTO MATERNO.

19:28Carlos Alberto-Jornalismo,isento e sem compromisso com mentiras.!

EQUIPES DE SAMAMBAIA RECEBEM CERTIFICAÇÃO POR INCENTIVO A ALEITAMENTO MATERNO

A secretária-adjunta de Saúde, Eliene Anselmo Berg, o médico Danilo Vilarinho Fernandes e a colaboradora do governo Márcia Rollemberg, esposa do governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg
Quatro equipes de Saúde da Família de Samambaia receberam, nesta quarta-feira (5), a certificação da Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil, do Ministério da Saúde. Brasília passa a contar agora com nove reconhecimentos desse tipo. A cerimônia, que ocorreu no Centro de Saúde n° 3, na região administrativa, faz parte da Semana Mundial de Aleitamento Materno.
Para a colaboradora do governo de Brasília Márcia Rollemberg, esposa do governador Rodrigo Rollemberg, o título reforça a importância do trabalho feito por esses profissionais do Distrito Federal e a necessidade do leite materno para a vida humana. "É essencial que incentivemos práticas que proporcionem saúde ainda em casa, no trabalho ou na escola." Das 11 certificadas no Brasil desde 2013, nove são do DF.
Além de Samambaia, região com maior cobertura da Saúde da Família (53 equipes atendem 77% da população local), há um grupo certificado no Gama e outro no Paranoá. Centros de Saúde da Candangolândia, da Vila Planalto e de Taguatinga também já foram reconhecidos.

Cadastro
Para receber o certificado, deve-se preencher um cadastro na Secretaria de Saúde. A ficha é encaminhada ao Ministério da Saúde, que avalia os documentos. Nela constam relatórios para comprovar reuniões sobre amamentação e alimentação saudável e a existência de grupos para acolhimento de mães que precisem ser orientadas sobre o tema, por exemplo.
Segundo a coordenadora do Programa de Aleitamento Materno e dos bancos de leite humano da Secretaria de Saúde, Miriam Santos, a meta do governo é que, até o fim do ano, todas as 17 regionais de saúde disponham de pelo menos uma equipe certificada. Seis já têm. "É de extrema importância a consideração desses profissionais que trabalham diretamente com a comunidade e conhecem o dia a dia de cada mãe", avalia Miriam. Integram esses grupos médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e agentes comunitários de saúde.
Os profissionais fazem acompanhamento das mães e dos bebês. Tudo é registrado em um sistema informatizado, por meio do qual é possível saber o que as crianças estão comendo e orientar as mulheres.

Semana mundial
A Semana Mundial de Aleitamento Materno ocorre em mais de 170 países, de 1° a 7 de agosto. A Secretaria de Saúde de Brasília antecipou o início da programação para 31 de julho, e as atividades só se encerrarão no dia 15. Em todas as regionais, estão sendo realizadas ações com o tema Amamentação e Trabalho: Para Dar Certo o Compromisso é de Todos.
Nesta quinta-feira (6), em parceria com a Rede Internacional em Defesa do Direito de Amamentar, haverá um ato na Praça dos Três Poderes, a partir das 17 horas, com mães e bebês em fase de amamentação. Segundo o Ministério da Saúde, o leite humano é ideal durante os dois primeiros anos de vida. Por ser um alimento de fácil e rápida digestão, o organismo infantil o assimila por completo.
Também participaram do evento o administrador de Samambaia, Claudeci Xavier de Miranda; a secretária-adjunta de Saúde, Eliene Ancelmo Berg; o subsecretário de Atenção Primária, da Secretaria de Saúde, Bernardo Augusto Nunan; a coordenadora-geral de Alimentação e Nutrição, do Ministério da Saúde, Michele Lessa de Oliveira; e o coordenador-geral da área técnica de Saúde da Criança e Aleitamento Materno, do Ministério da Saúde, Paulo Bonilha.
Foto: Tony Winston/Agência Brasília
Fonte: Mariana Damaceno, da Agência Brasília.

Você pode gostar de...

0 comentários

Criticas ou sugestões?

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes