ATENÇÃO BRASÍLIA! SE ESTE HOMEM MORRER A CULPA É DO GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL E SUA SECRETARIA DE SAÚDE!

15:16Carlos Alberto-Jornalismo,isento e sem compromisso com mentiras.!

SEM LEITO DE UTI, HOMEM COM TUMOR CEREBRAL TEM CIRURGIA ADIADA 4 VEZES


Justiça determinou no dia 4 operação; secretaria diz prestar assistência.
Fotógrafo está internado há 20 dias no Hospital de Base de Brasília.

O fotógrafo Francisco Erinaldo Carvalho, internado há 19 dias em hospital público à espera de cirurgia (Foto: Elizoneide Carvalho/Arquivo Pessoal)
Por falta de vaga em UTI, um fotógrafo de 46 anos aguarda há 20 dias no Hospital de Base de Brasília para retirar um tumor do cérebro. A família conseguiu liminar judicial determinando a cirurgia, mas até este sábado (19) a decisão não havia sido cumprida. Por e-mail, a Secretaria de Saúde disse que tem dado assistência ao paciente durante a espera e que ele precisa de um especificamente com suporte neurológico, para não correr riscos maiores.
Os primeiros sintomas da doença foram notados em Francisco Erinaldo Carvalho no dia 21 de agosto. Ele teve paralisia nas pernas e foi levado para o Hospital Regional de Ceilândia. De acordo com a mulher, Elizoneide da Silva Carvalho, os atendentes apenas aferiram a quantidade de glicose que o homem tinha no sangue e o liberaram quatro horas depois.
Incomodado, o casal procurou um hospital particular. Uma tomografia computadorizada apontou a existência de um edema no cérebro. O fotógrafo procurou então o Hospital de Base, e novos exames – que ele escolheu fazer na rede privada, ao custo de R$ 780, para não ter de ficar na fila de espera dos testes – detectaram a presença do tumor.
Segundo Elizoneide, a cirurgia foi agendada para o dia 31 de agosto. “Foi marcado para as 7h, mas o médicos não desceram. Deu 11h e nada, sem explicação. Depois falaram que os profissionais estavam em ‘greve’ por falta de pagamento de horas extras. Aí ele foi internado”, conta.
A mulher diz que o procedimento já foi remarcado quatro vezes e que, por isso, frequentemente o fotógrafo passa horas sem beber água e sem comer. “Falam que ele tem um tumor em uma região muito perigosa, que afeta os movimentos. Ele tem dificuldade para andar, as tonturas aumentaram. Ele está perdendo a cada dia a visão e está enxergando muito pouco.”
Decisão do Tribunal de Justiça do Distrito Federal sobre o fotógrafo Francisco Erinaldo Carvalho (Foto: Reprodução)
Decisão do Tribunal de Justiça sobre o fotógrafo Francisco Erinaldo Carvalho (Foto: Reprodução)
O casal, que mora no Sol Nascente e tem um filho de 18 anos, procurou a Justiça no dia 3 de setembro para pedir a realização da cirurgia. A determinação ocorreu no dia 4, com prazo de cinco dias para ser atendida, mas ainda assim o procedimento não foi feito.
A Secretaria de Saúde disse que a diminuição das equipes de enfermagem com contratos temporários e a redução da carga horária de alguns profissionais (que passou de 24 horas para 20 horas) provocou a diminuição de vagas em UTI. No Hospital de Base, por exemplo, dos 70 leitos existentes, 16 estão fechados.
Elizoneide afirma que desde que o marido internou tem pagado outra pessoa para cobri-la no trabalho, também de fotógrafa. “Tem dia que dá desespero. Cada dia que dizem que ele está de dieta, que vão fazer cirurgia, criam expectativa na gente. Aí vai se aproximando o horário, não acontece nada, ninguém fala nada, não vai para lugar nenhum. É super angustiante a situação.”
A rede toda conta com 314 vagas ativas, incluindo as próprias, conveniadas e contratadas. A fila de espera por uma vaga tinha 92 pessoas nesta sexta. Dados da Defensoria Pública mostram que 446 pacientes recorreram à Justiça em 2013 em busca de UTI. Em 2014, o número cresceu 65%, chegando a 744 processos. Apenas nos dois primeiros meses deste ano, foram 124 ações – média de duas por dia.

G1-DF

Você pode gostar de...

0 comentários

Criticas ou sugestões?

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes