DEPUTADO FEDERAL ALBERTO FRAGA VAI RESPONDER EM AÇÃO PENAL POR CRIME DE CONCUSSÃO NO STF

22:09Carlos Alberto-Jornalismo,isento e sem compromisso com mentiras.!

STF ENQUADRA ALBERTO FRAGA POR CRIME DE CONCUSSÃO.
 Conhecido muito mais pela virulência com as palavras do que por ações em benefício do povo que vota nele, usando o estilo da velha farda como roupa de trabalho para pedir votos, embora longe da ativa há muito tempo, Alberto Fraga se notabilizou no Governo Arruda por mais uma vez deixar o cargo para o qual foi eleito e aderir ao plano de Governo do amigo Arruda, de quem foi aclamado como fiel escudeiro até a queda dele na "Caixa de Pandora".
Recentemente foi acusado de ter levado uma bolada de 1,2 milhão de reais por parte do então senador  Gim Argello, supostamente advinda do esquema conhecido como Petrolão, no rastro das denúncias que culminaram com o silenciamento da primeira CPI da Petrobrás.

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) recebeu denúncia contra o deputado federal Alberto Fraga (DEM-DF) pela suposta prática do crime de concussão — exigir vantagem indevida em razão do cargo —, na época em que foi secretário de Transportes do DF. A decisão foi tomada na sessão desta terça-feira (8).
O parlamentar teria, segundo a denúncia apresentada pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), exigido e recebido R$ 350 mil para assinar contratos de adesão entre o GDF e uma cooperativa de transporte. A quantia teria sido entregue pelo motorista dele, Afonso Andrade Moura, também denunciado. Isso teria ocorrido entre julho e agosto de 2008.
“Não é inepta a denúncia, pois narrou os fatos em tese delituosos, as condutas dos agentes, com as devidas circunstâncias. Não é necessário que a denúncia descreva minuciosamente [os fatos]. Impõe, sim, uma descrição lógica e coerente, de modo a permitir ao acusado entender a imputação e exercer a defesa, e isso ocorreu”, afirmou o ministro Teori Zavascki, relator do caso. A decisão em acatar a denúncia foi unânime.
Por meio da assessoria de comunicação, o deputado negou o crime e afirmou que será uma “oportunidade para ser ouvido e esclarecer os fatos, já que isso não aconteceu nas fases anteriores do processo”.

http://blogs.correiobraziliense.com.br/cbpoder

Você pode gostar de...

0 comentários

Criticas ou sugestões?

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes