DISTRITAL LUZIA DE PAULA: EMENDAS PARA A SAUDE PÚBLICA NÃO: MAS PARA CACHÊS DE BANDAS DESCONHECIDAS E BEM CARAS, AÍ SIM!

19:20Carlos Alberto-Jornalismo sério


O  Distrito Federal passa por uma de suas piores crises em todos os sentidos no atual Governo Rollemberg, onde falta de tudo, desde vacinas, a médicos para atender a a população, mas isso parece não incomodar muito a distrital Luzia de Paula.
 Luzia de Paula, ficou conhecida como apoiadora na base do Governo Agnelo Queiróz que até o fim do mandato faliu o DF em atos escabrosos como o Estádio superfaturado em mais de R$ milhões de reais e a um custo total de mais de 2 bilhões de reais afora outros desmandos a que ele responde judicialmente em vários processos.
A velha tática de usar os menos favorecidos está em franca evidencia no DF e há muitos anos.Eles dão com uma mão e tiram com a outra e assim, governo após governo vão pisando no sofrimento da população e fazendo sua fortuna pessoal.
Deputada distrital eleita pela população de Ceilândia no DF, cidade com mais de 400 mil habitantes e que vive sendo manchete negativa na área da saúde pública, como recentemente no caso de um bebê que morreu após a mãe voltar para casa sem  ser atendida, no velho antiquado e despreparado hospital daquela cidade, sua população vê agora o resultado de mais uma péssima escolha política.

A deputada Luzia de Paula, eleita com os votos da sofredora  cidade satélite ou como gostam alguns do nomes menos burocrático e mais doce, Região Administrativa de Ceilândia é conhecida por sua apagada atuação na Câmara Legislativa do DF.


VEJA COMO FOI O MAU USO DA VERBA PÚBLICA:


A deputada distrital Luzia de Paula (Rede) destinou um total de R$ 1,158 milhão em emendas para festas e eventos culturais realizados em Ceilândia, no Distrito Federal, entre novembro e dezembro do ano passado. O balanço mostra que os shows chegaram a custar R$ 33 mil, com uma hora de duração.
Entre os artistas contratados estão a banda Cairo e Leo (R$ 28 mil de cachê), o grupo The Fingers (R$ 27 mil) e o cantor Júlio César (R$ 33 mil). Todos eles se apresentaram durante 60 minutos, de acordo com os contratos. O dinheiro do cachê saiu das emendas parlamentares, cotas usadas pelos distritais para realizar obras e investimentos nas "bases eleitorais".
Em nota à TV Globo, Luzia de Paula afirmou que também destinou emendas a obras, saúde e Defensoria Pública. Ela diz que a área de cultura é uma das mais carentes do DF e que tenta priorizar artistas locais.
A TV Globo ligou para a banda Chiquita Bacana, uma das contratadas com as emendas de Luzia de Paula para um show de uma hora por R$ 30 mil. Questionados sobre o orçamento para uma formatura, os produtores informaram um valor bem mais baixo: entre R$ 6 mil e R$ 8 mil, por até três horas de apresentação.

A reportagem entrou em contato novamente com o produtor Emerson Oliveira, que afirmou que os valores são diferentes porque o show contratado pelo GDF precisava do grupo completo, com 17 integrantes. Para formaturas, a banda se apresenta em uma versão compacta e por isso cobra um valor menor.
Obra em creche
As emendas "culturais" não foram as únicas de Luzia de Paula a causar polêmica no ano passado. A deputada também destinou R$ 98,8 mil para construir um estacionamento na frente do Centro Salesiano do Menor, na QNN 31.



A obra foi estendida até a fachada de uma creche, no lote vizinho, que foi fundada por Luzia e é administrada por uma de suas filhas. Em nota, Luzia diz que o calçamento da área é "um pedido antigo da comunidade".
VEJA A BRONCA DO POVO E CONFIRA O VÍDEO DO G1-DF.


http://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/2016/02/distrital-luzia-de-paula-destinou-r-11-milhao-para-shows-em-ceilandia.html

Você pode gostar de...

0 comentários

Criticas ou sugestões?

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes