featured

POR QUE VOCÊ PRECISA CONHECER MELHOR O COMUNISMO, KARL MARX, ESCOLA DE FRANKFURT,E O QUE ELES QUEREM NA VERDADE.

19:49Carlos Alberto-Jornalismo sério

KARL MARX, O FILHO DE SATÃ






Karl Marx não foi motivado pela pobreza do proletariado que ingenuamente acreditava que a revolução socialista seria uma alternativa para as conquistas trabalhistas.

Marx não odiava a religião porque ela estava no caminho da felicidade do ser humano, mas sim porque desejava torná-lo infeliz para todo o sempre, e confirmava que esta meta era o seu ideal.

Marx bradava que seu objetivo maior era a destruição do Cristianismo a partir do pleno ataque a Deus. Mas, o que isso tem haver com as possibilidades de melhorias para a classe operária como proclamavam os marxistas? O marxismo e a aparente preocupação com o proletariado eram apenas pretextos para atingir um objetivo maior: a descrença e perda da Fé em Deus.

Muito antes de ter adquirido suas convicções socialistas, Marx já revelara ser profundamente anti-religioso quando assim relatou: "Meu desejo é construir um trono para mim. Seu topo será frio, gigantesco, e sua fortaleza o medo sobre-humano. Quem olhar para ele voltará mortalmente pálido e silencioso, arrebatado por cega e fria morte".

Ele almejava destruir todo vestígio da presença de Deus, e o comunismo foi a isca para que os proletários e intelectuais aceitassem este ideal demoníaco. Quando os soviéticos adotaram o slogan: "vamos expulsar os capitalistas da Terra e Deus do Céu", estavam simplesmente cumprindo o legado de Marx.

Naquela época, os homens geralmente usavam barbas, mas não como Karl Marx, e não mantinham os cabelos longos. Referi-me a este fato pois um dado curioso é que sua mudança não foi apenas no plano espiritual, quando começou a odiar o Senhor Jesus, conforme o relato de Heinzen.

Heinzen, era um jornalista que trabalhava com Marx na revista alemã "Rheinische Zeitung", e conta como a transformação manifestou-se no aspecto físico de Marx:

"Antes um jovem esbelto, transformou-se num tipo atarracado com o lábio inferior incomumente grosso e com uma tez amarela-encardida. Sua fisionomia ficou marcada pelo crescimento anormal de cabelos negros e espessos, que pareciam brotar-lhe de quase todos os poros da face, assim como dos braços, orelhas e nariz. A sua figura cabeluda portando uma juba negra retinta, completada sua aparência mal tratada. Seu olhar enlouquecido por um espírito de fogo perverso, transformaram Marx na imagem de lúcifer, o anjo caído".

É essencial afirmar enfaticamente que Karl Marx e seus colegas não eram ateus, como os marxistas atuais descrevem a si próprios, ou seja: quando os marxistas do passado denunciavam e ultrajavam abertamente a soberania e a existência do Criador, odiavam um Deus em quem acreditavam. Sua existência não foi posta em dúvida mas sim Sua supremacia.

Os marxistas tentam passar por ateus, que não acreditam no Céu nem em Deus, mas o marxismo perdeu a máscara ateísta ao revelar sua verdadeira identidade: o culto a satanás. A perseguição comunista ao Cristianismo tem uma explicação humana. O comunismo é uma possessão demoníaca coletiva e a fúria desta perseguição sem limites é de conteúdo satânico.

O jornal soviético "Vetchernaia Moskva" revelou na época da revolução bolchevique a ideologia dos comunistas, quando escreveu: "Nós não lutamos contra os crentes nem mesmo contra os ministros da Igreja, mas lutamos contra Deus para arrebatar-Lhe os fiéis Cristãos".

Esta é outra explicação lógica para a atual luta dos comunistas contra o Batismo. Na Albânia, o sacerdote Stephen Kurti foi condenado à morte por ter batizado uma criança. Na China Vermelha e Coréia do Norte, assim como em outras nações comunistas, os batizados devem ser feitos em segredo sob o risco de execução sumária.
A mesma perseguição inclemente é sentida nas nações islâmicas que professam uma religião de raízes satânicas.
Em 1871, quando a revolução socialista irrompeu em Paris, o ativista Flourence declarou: "Nosso inimigo é Deus, pois o ódio mortal contra Deus é o princípio da sabedoria".

Marx elogiava muito e destacava os que proclamavam abertamente este propósito. Mas o que isto tem a ver com uma distribuição mais justa de bens ou com as reivindicações por melhorias sociais? Absolutamente nada.

Estes são apenas ornamentos exteriores para ocultar o verdadeiro objetivo oculto do marxismo: a erradicação total da consciência, da aceitação da existência de Deus pelo homem e a subsequente extinção do Cristianismo.

Atualmente, estes dois objetivos são fortemente promovidos nos países comunistas espalhados pelo mundo. Vemos a sua forma mais cruel e desumana sendo implantada nas nações da América do Sul e, particularmente no Brasil, outrora um país de maioria Cristã, onde ocorrerão as maiores perseguições aos Cristãos.

O ódio dos comunistas a Deus e ao Sacramento do Batismo só reforça a nossa Fé em Deus e os valores morais e espirituais que todo Cristão carrega. As tentativas de destronar a Deus e destruir a Fé Cristã estão predestinadas ao fracasso e o máximo que os comunistas conseguirão é uma passagem sem volta para a escuridão eterna.

Os princípios e tradições Cristãs são muito arraigados e inabaláveis, e não será por causa de um bando de malfeitores comunistas que estes alicerces solidificados há milhares de anos abalar-se-ão.

Outras nações cujos fundamentos são ligados ao extremismo religioso geralmente opõem-se ao Batismo, por sinalizar a aceitação do Cristianismo em detrimento às aspirações religiosas destes próprios países. Mas para a população de ateus, como os comunistas apregoam ser, o Batismo e o Cristianismo não deveriam ter nenhum significado para eles.

Porque então esta batalha dos comunistas contra o Cristianismo e contra Deus para arrebatar Seus crentes? A resposta é que a ideologia marxista não é baseada no ateísmo mas no satanismo na sua pior forma.

Deus criou o homem à Sua própria imagem e semelhança espiritual e sempre foi considerado como o resultado da Criação Divina. Então surgiu Marx, o filho de satã, um instrumento escolhido para fazer com que o ser humano perdesse sua auto-estima e a convicção de que era proveniente de lugares espirituais santificados, e que está destinado a retornar para eles.

O marxismo foi a primeira filosofia sistemática e pormenorizada que tentou reduzir abruptamente o conceito de humanidade. A contribuição específica de Karl Marx para o plano de satanás foi muito grande!

De acordo com a ideologia marxista o homem é apenas um ventre que tem de ser reabastecido constantemente: os interesses predominantes no ser humano são de natureza básica pois ele só produz para suas necessidades. Assim, isto seria o único motivador para mantermos as relações sociais.

Esta é a base e o formato da sociedade imaginada por Marx, a qual ele denominava de "infra-estrutura". O casamento, arte, ciência, religião, filosofia e tudo o mais que não pertencesse à necessidade do ventre seria a "superestrutura", determinada em última análise pela condição intelectual do ventre. Claramente Karl Marx era um indivíduo totalmente delirante!

Não é de admirar que Marx tenha acolhido com euforia a teoria da evolução de Darwin, outro golpe de mestre para fazer com que os homens esqueçam sua origem e seu propósito Divino. Darwin afirmava que o homem descendia do macaco e que não teria outro objetivo na vida além da mera sobrevivência do mais forte.

Representar o homem como um servo dos intestinos, um animal lutando pela sobrevivência, foi o subterfúgio de Marx e Darwin para desacreditar o fato de que o ser humano é o fruto da Criação.

Desde que satanás e seu séquito não puderam destronar a Deus, pois nem poderiam alcançá-Lo ou atingi-Lo mesmo se desejassem, principiaram a desvalorizar o ser humano e destruir as suas crenças utilizando-se de ideologias e teorias mirabolantes.

Alguns anos mais tarde, Sigmund Freud completaria a obra daqueles dois eminentes salafrários da filosofia e ciência reduzindo essencialmente o homem a um impulso sexual sublimado às vezes pela política, arte ou religião: somos o resultado daquilo que fazemos, acreditamos e com que nos alimentamos.

Karl Marx alimentou-se do ódio profundo e bebeu do jorro das fontes satânicas e do mal indescritível, produzindo somente uma ideologia voltada para o mal absoluto e visando a destruição da humanidade.

Normalmente os comunistas têm por hábito criar organizações de frente para impactar seus adversários. Mas, a verdade é que estão astuciosamente gerando organizações de cunho satânico para fomentar suas ideologias ocultas através destas realizações.

A parceria entre o satanismo e o comunismo explica o porque todas as formas de intervenção política, econômica, sociocultural e militar, usadas contra o regime comunista, falharam ou foram tão ineficientes: os meios para combater o comunismo são espirituais e não materiais.

Se assim não fosse, quando uma organização de frente satânica é derrotada, como o nazismo do passado, outra não levantar-se-ia para novamente espalhar a mal pela Terra.

O marxismo é uma ideologia satânica desde o seu nascimento, pois carrega em seu âmago o materialismo escravizante e o ateísmo compulsivo que cegam seus seguidores para as realidades do espírito e da presença de Deus.

Existe algo mais sublime do que a simples matéria. Há um mundo espiritual onde impera a bondade, a verdade, a beleza e os ideais de pureza e decência. Mas há também um mundo onde a maldade é comandada por satanás. Ele caiu dos céus pelo seu orgulho e arrastou consigo uma multidão de anjos, seduzindo então os ancestrais da raça humana.

Desde a queda de satanás, o seu engano tem sido perpetuado e aumentado através de todos os estratagemas possíveis. Hoje vemos a Criação de Deus sendo devastada por guerras mundiais, revoluções sanguinárias, ditaduras genocidas, falsas religiões, ateísmo extremo.

Sabemos dos crimes bárbaros, negócios escusos, infidelidades, amizades destruídas e conhecemos a pornografia extensiva que nos é apresentada até a exaustão. Vemos os casamentos desfeitos e, como resultado, criam-se filhos desajustados e criminosos.

Jesus Cristo referiu-se de forma profética que algo muito misterioso acontecia numa igreja específica na cidade de Pérgamo, na Ásia Menor. Assim afirmou Jesus: "Conheço o lugar em que habitas e onde está situado o trono de satanás".

Segundo historiadores, a cidade de Pérgamo era um centro de convergência dos satanistas da época, e o altar da igreja citada era utilizado para o culto a satã. O livro "Baedekers", um mundialmente famoso guia turístico de Berlim, relata que até 1944 o museu "Der Insel" mantinha em suas instalações o altar original de Pérgamo, que os arqueólogos nazistas escavaram, recuperaram e mantiveram no centro da capital alemã durante o reinado satânico do ditador Hitler.

Mas a saga deste trono oficial de satanás ainda não chegou ao fim. O jornal comunista "Svenska Dagbladet", em seu editorial de 27 de janeiro de 1948, publicou: "Após a conquista de Berlim, o exército soviético apoderou-se do altar de Pérgamo e o enviou para a cidade de Moscou, finalmente instalando-o nas dependências do mausoléu de Lenin".

Surpreendentemente este altar não foi, nem tem sido, exibido em qualquer museu russo e o seu paradeiro ainda é desconhecido. Com que finalidade ele foi transportado para Moscou?

No mundo ocultista é sabido que os membros da alta hierarquia soviética faziam parte de seitas ocultistas e praticavam rituais satânicos. Teria a alta hierarquia soviética, conhecida por praticar rituais em que as orgias e os sacrifícios humanos eram comuns, montado o altar de Pérgamo no túmulo de Lenin, reservando-o para uso particular da elite soviética satanista?

Geralmente as peças de alto valor arqueológico simplesmente não desaparecem, pois são exibidas com orgulho pelos museus. Atualmente, milhares de cidadãos aguardam na fila para visitar o simulacro do trono de satanás na sua forma de mausoléu de Lenin, onde jaz a sua múmia.

Líderes políticos de todo o mundo prestam suas homenagens nesse monumento erigido a satanás. Não há sequer um dia em que não sejam trazidas coroas de flores para o local, enquanto que as Igrejas Cristãs, localizadas na mesma Praça Vermelha em Moscou, foram há muito tempo transformadas em museus ou simplesmente destruídas.

Satanás governa de modo visível na Rússia. Na cerimônia de abertura das Olimpíadas de Inverno em Sochi, o presidente Putin comandou uma apologia ao comunismo encenando a entrada alegórica de uma enorme foice e martelo imersos em luz vermelha, adornados por apetrechos e representações que referenciavam o pretenso "progresso" obtido pelo regime comunista na URSS.

Talvez fosse mais representativo e adequado se tivessem apresentado uma alegoria contendo 100 milhões de caixões ensanguentados: representando as vítimas soviéticas assassinadas pelo bárbaro regime!

O templo satânico de Pérgamo foi um dos muitos daquela época antiga. Mas porque Jesus o destacou? Provavelmente não foi devido ao papel sem importância que então representava, pois aqueles satanistas não tinham representatividade e eram tidos por loucos.

Mas as palavras de Jesus eram proféticas pois referiam-se aos regimes nazista e comunista que iriam assolar o futuro. Foi uma profecia identificando os lugares e a época em que este altar maligno seria novamente reverenciado!

Na batalha espiritual entre o Cristianismo e o marxismo os Cristãos não lutam contra sangue e carne, mas sim contra principados e potestades: os dominadores de um mundo tenebroso onde as forças espirituais do mal ocultam-se nas regiões celestiais. Desta forma, não só temos que escolher entre o bem e o mal absoluto, mas entre Deus e satanás.

Karl Marx morreu no dia 14 de março de 1883, solitário, tomado pelo desespero final ao vislumbrar o destino que o aguardava, aquele mesmo que aterroriza os satanistas. Ele escreveu seus últimos e maléficos pensamentos enquanto bradava que seus objetivos não foram melhorar o mundo, reformá-lo ou revolucioná-lo, mas simplesmente arruiná-lo e deleitar-se com sua ruína:

"Com desdém lançarei meu desafio bem na face do mundo e verei o colapso desse pigmeu gigante cuja queda não extinguirá meu ardor. Então vagarei semelhante a um deus vitorioso pelas ruínas do mundo e, dando às minhas palavras uma força dinâmica, sentir-me-ei igual a um criador".

Karl Marx produziu seis filhos, mas nunca apoiou e nem manteve sua família como deveria. Sua vida desregrada, somada à maléfica influência sobre as pessoas que o conheciam, levaram ao suicídio duas filhas e um genro. Três filhos morreram de subnutrição, abandonados.

Sua filha Laura, casada com o socialista Laforgue, também sepultou três filhos e, em seguida, ela e o marido suicidaram-se. Outra filha, Eleanor, decidiu fazer o mesmo junto com o marido. Ela morreu, mas ele voltou atrás no último minuto.

As famílias dos satanistas sempre estiveram e estarão sob um carma e uma maldição auto-infligida! Marx foi enterrado no cemitério de Highgate em Londres. Apenas duas pessoas compareceram ao seu funeral.

Adapted from Marx and Satan by Rev. Richard Wurmbrand


VIDEOS;

O CULTO A MARX.
ANTIGA PÉRGAMO E O TRONO SATANISTA;

PÉRGAMO E O NAZISMO;

Compilado por Carlos Alberto, Karlão-Sam.






Você pode gostar de...

0 comentários

Criticas ou sugestões?

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes