featured

ARCEBISPO PEDÓFILO TEVE RENÚNCIA ACEITA PELO PAPA FRANCISCO.

20:10Carlos Alberto-Jornalismo,isento e sem compromisso com mentiras.!

ARCEBISPO PEDÓFILO TEVE RENÚNCIA ACEITA PELO PAPA FRANCISCO.



Theodore McCarrick era arcebispo emérito de Washington
O papa Francisco aceitou a renúncia do cardeal americano Theodore McCarrick, de 88 anos e suspenso do ministério depois de ser acusado de abuso sexual nos Estados Unidos, informou a Santa Sé em comunicado neste sábado (28/7).

"O Santo Padre recebeu a carta do cardeal Theodore McCarrick, arcebispo emérito de Washington (Estados Unidos), apresentando sua renúncia como membro do Colégio dos Cardeais", indica o comunicado divulgado pelo serviço de imprensa do Vaticano.

"O papa Francisco aceita a renúncia do Colégio Cardinalício e ordena sua suspensão de qualquer ministério público, com a obrigação de permanecer em uma casa, que ainda deve ser indicada, para levar uma vida de oração e penitência até que as acusações sejam examinadas em julgamento canônico", acrescenta o texto.

McCarrick, um padre que foi promovido a bispo e arcebispo da arquidiocese de Nova York antes de se transferir para Washington em 2001, é um dos cardeais americanos mais conhecidos internacionalmente.

Embora oficialmente aposentado, continuava a viajar, especialmente para defender questões de direitos humanos.

Em um comunicado publicado em 20 de junho, o cardeal Timothy Dolan, de Nova York, explicou que sua diocese havia recebido denúncias de supostos abusos de McCarrick que datavam de "quase 45 anos".

Sob a Carta para a Proteção das Crianças, adotada em 2002 pelos bispos americanos após o escândalo de pedofilia que abalou a diocese de Boston, "uma agência independente" conduziu uma investigação cujos resultados foram transmitidos para um comitê que considerou as acusações "credíveis", ressaltou o cardeal Dolan.

Theodore McCarrick, "embora afirme ser inocente, aceita essa decisão", disse o cardeal Dolan, observando que o Vaticano pediu ao arcebispo emérito de Washington que não "exercesse publicamente seu ministério".

Segundo o The Washington Post, Theodore McCarrick teria abusado de um adolescente.

MAIS PEDOFILIA-CHILE.


Igreja chilena 'poderia' e 'deveria' ter evitado abusos, diz Piñera
'Espero que isso seja uma profunda lição para a Igreja católica', completou o presidente chileno
Santiago - As autoridades da Igreja Católica chilena "poderiam e deveriam" ter evitado muitos abusos, acusou o presidente Sebastián Piñera, em sua primeira declaração pública sobre o escândalo.

"Poderiam e deveriam ter evitado muitos abusos e muito sofrimento de crianças chilenas, e isso também me entristece profundamente", disse Piñera em entrevista à Associação Regional de Canais de Televisão (Arcatel), divulgada neste sábado pela imprensa local.

"Também me entristece que muitas autoridades da Igreja católica tenham conhecimento desses fatos e, em vez de enfrentá-los com a verdade, por negligência, por prudência, por erros, ou pelo que seja, ocultaram esses fatos".

"Espero que isso seja uma profunda lição para a Igreja católica e digo isso com toda clareza e respeito como católico: a Igreja nunca deve acobertar um crime e muito menos quando são crimes de abuso sexual contra crianças", afirmou Piñera, na entrevista.

Esse foi o primeiro comentário público do presidente chileno sobre o escândalo de abusos sexuais que abala há meses a Igreja católica do país.

De acordo com um documento entregue pelo Ministério Público na segunda-feira, 158 bispos, padres e laicos foram, ou estão sendo, investigados por abusos sexuais no Chile desde 1960.

Até o momento, o MP relata 266 vítimas, 178 delas meninos, meninas e adolescentes que sofreram abusos sexuais por parte de membros ligados à Igreja católica. Mantém abertas 36 investigações, enquanto 108 já foram concluídas.




CB.DF

Você pode gostar de...

0 comentários

Criticas ou sugestões?

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes