feataured

MAR DE LAMA E JOGO PESADO DE INTERESSES NAS ELEIÇÕES DO DF! CONTRATOS DE CANDIDATO À CLDF COM GDF CRESCEM QUASE 800% EM CINCO ANOS

11:26Carlos Alberto-Há 40 anos vivendo Brasília!


MAR DE LAMA E JOGO PESADO DE INTERESSES NAS ELEIÇÕES DO DF!
CONTRATOS DE CANDIDATO À CLDF COM GDF CRESCEM QUASE 800% EM CINCO ANOS

É nisso que dá, o tal “prestar apoio” a candidatos especialmente cargos majoritários: A cobrança sempre vem e pesada. E sempre paga por nós, a quem alguns chamam também de “cofres públicos”!
Conheçam a empresa Real JG Serviços Gerais, do empresário José Gomes, recebia R$ 7,8 milhões em 2013 e passou a ganhar mais de R$ 61 milhões em 2017

Dono da Real JG Serviços Gerais, uma das maiores empregadoras do DF e entre as empresas com o maior número de contratos terceirizados dentro da estrutura do Poder Executivo local, o empresário José Gomes (PSB) teve ascensão meteórica em licitações do Governo do Distrito Federal (GDF). Em apenas quatro contratos, o candidato a uma das 24 vagas de deputado distrital na eleição de 2018 aumentou o lucro de R$ 7.835.013,64, em 2013, para R$ 61.096.394,25 em 2017. O crescimento de 779,78% surpreende desavisados, uma vez que o período contou com uma das maiores recessões da história recente do país.
Os dados são do Sistema Integrado de Gestão Governamental (Siggo) e dizem respeito a contratos com a Secretaria de Educação, o Departamento de Trânsito (Detran-DF), o Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF) e o Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans). O próprio José Gomes afirma que o número atualmente é muito maior. Com exceção da Secretaria de Saúde, todos os demais órgãos, de acordo com o empresário, possuem funcionários da Real JG, totalizando mais de R$ 10 milhões por mês recebidos do GDF.
O primeiro grande salto da Real JG foi de 2013 para 2014. Se no primeiro período os valores eram de R$ 7,8 milhões, no segundo eles pularam para R$ 30.644.298,64 em quantias pagas pelo Tesouro local. Em 2015, no primeiro ano de governo de Rodrigo Rollemberg (PSB), correligionário de José Gomes, o incremento contratual passou a importância arrecadada pela Real JG para R$ 53.541.233,79.
A queda nos valores recebidos, nos mesmos quatro contratos, ocorreu em 2016. A Real JG ganhou R$ 50.786.057,81 pelos serviços prestados ao GDF. No ano seguinte, novo salto: a empresa recebeu R$ 61.096.394,25 ao final de 2017.
Neste ano, até a última atualização do Siggo, a companhia embolsou R$ 43.861.054,43 apenas nos contratos mencionados.
Segundo o empresário, o empreendimento participa por mês de, pelo menos, 35 processos de licitação pelo Brasil para a prestação de serviços de limpeza, segurança e secretariado, entre outros. Ao todo, de acordo com ele, são mais de 120 contratos e um faturamento mensal de R$ 500 milhões.
“Somos a maior empresa do Centro-Oeste e conseguimos isso com muito esforço. Eu entro em praticamente todas as licitações sempre com o preço mais barato, por isso ganhamos tantos contratos. Temos praticamente todos os órgãos do GDF, mas não dá para falar apenas dos contratos que fechamos em Brasília. Preciso mostrar que ganhamos licitações por todo o país”, conta o proprietário.
Em 2018, José Gomes filiou-se ao PSB, mesmo partido do governador Rodrigo Rollemberg, e acabou entrando em atrito com outros pré-candidatos, como o ex-deputado distrital Roosevelt Vilela, também socialista. A disputa na esfera da administração do Núcleo Bandeirante chegou a ter a intervenção da direção da legenda.

Dono de uma das maiores empresas do DF, José Gomes tem contratos com órgãos dos governos local e federal.
Empresário José Gomes diz que é comum políticos pedirem empregos para terceiros. Segundo ele, as demissões não têm relação com represálias.

Nota
A empresa Real JG é uma das maiores geradoras de empregos no Distrito Federal e de todo o país, com um total de 10 mil servidores em todo o território nacional. Possuímos contratos com o Governo Federal e com o Governo do Distrito Federal, executados em diversos estados e órgãos públicos.

Destaca-se que os contratos firmados com o Governo de Brasília tiveram início no ano de 2013. Ou seja, antes da administração atual. Qualquer outra interpretação é falaciosa.

GDF
O Governo do Distrito Federal informa que a Real JG Serviços Gerais tem contrato assinado com sete pastas, sendo quatro secretarias (Agricultura, Educação, Fazenda e Planejamento) e três autarquias (DER-DF, Detran-DF e DFTrans). Em 2015, segundo o GDF, foram pagos R$ 61 milhões à empresa pelos serviços prestados. Em 2016, foram R$ 67,8 milhões; e, em 2017, R$ 71,9 milhões.
Em 2018, até o momento, foram pagos R$ 41,2 milhões, informa o governo. Os dados estão disponíveis no Portal da Transparência. As diferenças nos valores entre um ano e outro deram-se em razão de aditivos contratuais, reajustes previstos nos contratos originais, dissídios coletivos e ampliação dos serviços, todos itens previstos na Lei de Licitações.

Com informações de: Metrópoles.com, Brasilia DF.

Você pode gostar de...

0 comentários

Criticas ou sugestões?

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes