featured

SAÚDE PÚBLICA: IBANEIS ROCHA LEVA OHDF PARA DISCUSSÃO NA CLDF. TEMPO DE SABER COMO VOTARÃO OS DISTRITAIS SEDENTOS POR SEREM ATEMNDIDOS NESTE NOVO GOVERNO.

11:55Carlos Alberto-Há 40 anos vivendo Brasília!

SAÚDE PÚBLICA: IBANEIS LEVA PROJETO DA OHDF A VOTAÇÃO AMANHÃ NA CLDF
É TEMPO DE SABER COMO VOTARÃO OS DISTRITAIS, SEDENTOS POR SEREM ATENDIDOS NESTE NOVO GOVERNO
Amanhã é dia de deputados distritais ficarem entre a cruz e a espada.
Isto após ameaças de ambas a as partes  quanto ao caos deixado na Saúde pelo “extinto politicamente” Rodrigo Rollemberg, em que se falou em processos por cada morte de cidadãos ocorridos nas unidades de saúde da capital. Ânimos e discursos virulentos apaziguados chegou a hora de se olhar e cuidar dos interesses de quem votou neles.
Ou votam contra ou ficam a favor do Projeto de Ibaneis Rocha para a Saúde.
“Estou em contato com os sindicatos e aberto ao debate. Inclusive eu quero que apresentem propostas para melhorar o projeto e ter o texto pronto até o fim da semana”, disse o governador. “Estamos em estado de calamidade na saúde”, completou.
E vão ter seu destino como aliados ou não de Ibaneis Rocha frente ao novo Governo do DF, diretamente em confronto com o olhar atento de seus eleitores que tanto quanto funcionários públicos e população, começarão com certeza a colocá-los entre a cruz e a espada!
Cargos, negócios e um poderoso lobby já bastante conhecido que atua fortemente nos negócios que envolvem a Saúde Pública no DF.
A situação ainda é dramática para a população que continua em desespero de causa quando demanda a rede pública.
JORGE VIANA A FRENTE DO ASSUNTO:
E como é hora de negociar cargos e  administrações, resta ao povo que paga a conta apenas esperar e se perguntar como votará o nome forte da Saúde eleito com o caldeirão de votos de seus respectivos sindicatos com seus 13.070 votos: Jorge Viana que concorreu pelo partido Podemos. Ele que já havia concorrido pela primeira vez uma eleição em 2014, alcançando 7.331 votos e que gosta de lembrar que foi uma campanha onde  “ faltou dinheiro mas sobrou determinação e apoio de amigos e colegas” de profissão para chegar a uma das 24 cadeiras da CL e que deixou para trás velhos ‘barões” e donos de currais políticos do DF.
Ele que chegou a enfrentar e venceu uma ação que pedia a impugnação de sua candidatura no TRE Tribunal Regional Eleitoral (TRE) a qual venceu com a decisão favorável afirmando que afirmou que não havia qualquer impedido para que Vianna concorresse ao pleito de outubro, numa decisão tomada já próximo do início do pleito em outubro do ano  passado.
Jorge Viana elegeu-se com 13070 votos inscrito pelo Podemos.
Ideologias, recursos e votações a parte, o  distrital já comanda a Administração Regional de Samambaia, neste princípio de loteamento tradicional das administrações regionais, velha e  tradicional prática que já está em andamento na cidade, e que promete continuar agora, com várias nomeações já efetivadas, algumas bastante contestadas por suas histórias apagadas em realizações e que chegam movidos apenas pela força do apadrinhamento ou bajulação, dos nomeados, e que, onde já se comenta, começou uma verdadeira romaria atrás do distrital, de velhas e gastas figuras do cenário conhecido como ‘lideranças’, e que nada mais fazem que perturbar o andar da carruagem administrativa local, com reivindicações muitas vezes pessoais no já famoso e pernóstico festival de pedidos de cargos e outros ‘negócios’, tão conhecidos na politica velha e bolorenta e que nada parece trazer de novo para a melhoria da vida da população.

As filas que ninguém que ninguém quer ter de enfrentar no caótico estado da saúde hoje no DF; sem opções!
Deles, os distritais no entanto, dependerá com certeza o futuro da situação do que hoje a população chama de “inferno” quando tem que procurar atendimento em qualquer unidade de saúde, já sendo históricas as cenas de histeria, agressões de e a funcionários e falta de tudo, desde anestésico, gaze, papel higiênico e a humilhante romaria atrás de remédios de alto custo, além dos negócios nunca bem explicados envolvendo milhões de reais com os tratamentos de saúde com equipamentos especiais, que ora são pagos, ora atrasam, numa verdadeira gangorra de vida e morte para pacientes super especiais em, seus tratamentos e que dependem destas empresas e equipamentos caríssimos para tirar suas vidas da sinistra gangorra da morte.
Há muitos mistérios sem dúvidas entre o Hospital de Base e o Campo da Esperança! Mas, ninguém quer precisar de um e nem ir parar no outro!
O DF em especial a população carente por melhorias na Saúde, sem se esquecer do Entorno e sua massa habitacional e também dependente assídua da super sobrecarregada estrutura de funcionamento da rede pública do DF, bem como os profissionais da área, e servidores em geral, com certeza estarão voltados para a Câmara Legislativa nesta difícil e ideológica votação.
Chegou portanto a hora da onça beber água para Ibaneis e seus futuros, ou não, aliados, ele que chega com supostamente o apoio de mais da metade dos atuais distritais em sua base.
E de olho também na faca, no queijo e na caneta de Ibaneis Rocha.

Karlão-Sam.

Você pode gostar de...

0 comentários

Criticas ou sugestões?

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes