APRESENTAMOS: MANUAL ILUSTRADO PARA APRENDER A DISCUTIR COM PETISTAS!

13:02Carlos Alberto-Há 40 anos vivendo Brasília!


MANUAL DE COMO DIALOGAR COM UM PETISTA

Manter diálogo com um petista é uma tarefa desafiadora que requer preparo, jogo de cintura e sobretudo bastante controle emocional.

O primeiro passo é conhecer bem o perfil do interlocutor. O biotipo 'homo petistus' deve ser compreendido dentro da totalidade de seu universo particular.

Inicialmente, devemos saber se a pessoa em questão é de fato um autêntico exemplar da espécie. Há maneiras empiricamente comprovadas de identificá-lo em poucos segundos. Faça um teste simples. Fale com ele sobre “os benefícios da Operação Lava Jato para o país”, “a falta de liberdade em Cuba” ou “a morte de Celso Daniel”. Se ele mudar de assunto, pode apostar: é petista!

Um método menos constrangedor é perguntar-lhe casualmente qual o último presidente eleito: se responder que foi a “PRESIDENTA” Dilma, entregou o jogo: petista!

Obviamente, ninguém nasce petista. As pessoas nascem ‘normais’, sem rótulos, crescem, fazem escolhas durante a vida, desenvolvem-se.  Ao petista, esses passos são sempre mais difíceis pois são acompanhados de julgamentos críticos e sentimentos de culpa.
 
Ao contrário dos demais mortais, o petista é desprovido do dom do livre arbítrio que lhe é retirado durante a fase escolar.  Desde cedo, o noviço que só queria brincar, namorar e ser feliz é aterrorizado e subjugado por questões dramáticas como a “influência nefasta da globalização nos mercados emergentes” ou “os efeitos negativos do neoliberalismo sobre a distribuição de renda”.

Os conceitos embutidos pelos educadores (petistas) em seu cérebro cristalizam-se e transformam-se em verdades absolutas. Para ele, a diversidade, celebrada em questões raciais ou sexuais, é inadmissível do ponto de vista político, onde questionamentos são inconcebíveis. 

O pensamento binário do petista pode ser sintetizado em dois princípios básicos: 1) todo tucano é inimigo, 2) todo inimigo é tucano. Nem tente argumentar que a realidade é mais complexa. Ele não vai processar essa informação.

A intolerância aos tucanos se contrapõe à condescendência a políticos de estirpe diversa como Sarney, Maluf ou Collor, poupados por terem sido aliados de ocasião. No universo petista não existe motivação lógica, ideológica ou epistemológica. A questão se resume ao preceito: mais vale um aliado corrupto do que um desafeto íntegro. Ou, em outras palavras, “quem não está por nós, está contra nós”.

E dá-lhe votar contra tudo que não é obra do PT: Constituição de 88? Foram contra. Plano Real? Contra.  Lei de Responsabilidade Fiscal? Contra. E já podemos antever: Reforma na previdência? Serão contra. Reforma política? Contra. Reforma tributária? Contra. Reforma do judiciário? Contra. Reforma trabalhista? Contra. Reforma penal? Contra. Contra, contra, contra. São apenas a favor deles mesmos.

Para combater o purismo petista, seja tolerante e agregador. Não seja “contra” eles. É uma forma de mostrar-lhes que o mundo pode ser mais interessante quando incorporamos alternativos pontos de vistas.

De nada adiantará deixá-los irritados, lembrando maldosamente que, em 2014, os petistas votaram em Temer para vice. Dizer que o Lula é corrupto, então, é motivo de rompimento definitivo de relações. Jamais mencione isso. Seria o mesmo que pedir a um muçulmano para admitir que Maomé é imperfeito. Há dogmas que não devem ser profanados.

Também não incorra no erro comum de tentar entender o PT como partido político, o que só provoca estéreis discussões ideológicas. Entenda o PT como uma seita ou um time de futebol. E seus correligionários como sua torcida organizada. O petista empunha bandeira, veste orgulhoso sua camiseta vermelha e encara seus integrantes como ídolos a serem venerados. Pouco importa sua idoneidade moral ou seu pensamento político. O que interessa é que ele joga no seu time. Você já tentou convencer um membro da Gaviões da Fiel que o Palmeiras pode ser melhor opção do que o Corinthians? É o mesmo. Não lhe peça uma reflexão ou uma autocrítica. Seria exigir demais da criatura.

Compreenda-o como uma criança birrenta e trate-o com amor para abrandar seu ódio perene. Ele tem qualidades. É aguerrido, perseverante e tem sensibilidade artística latente (embora nunca abra mão de exercer o patrulhamento ideológico dos ídolos). Aprecia bons filmes (com conteúdo social) e bons livros (de autores de esquerda). Um diálogo construtivo com esse ente pode ser gratificante para ambas as partes.

Não se furte a reconfortá-lo nesse momento difícil para ele.  Não é só por causa da queda da Dilma. Seus ídolos também se tornaram escassos e medíocres. Antes louvava Guevara e Mao Tse Tung, hoje só tem Maduro e Kim Jong-un. Admirava Celso Furtado e Darcy Ribeiro, hoje cultua Jean Wyllys e Ciro Gomes. Antes recitava Adorno e Marcuse, hoje cita a Mídia Ninja e o blog do Sakamoto.  Sua leitura de cabeceira era O Capital, hoje é a Carta Capital. Preconizava a revolução do proletariado, hoje defende o bolsa-família.

Um último recado: embora a maioria deles se declare ateu, não leve a sério. Eles acreditam sim em Deus. Para eles, deus vive entre nós e tem barba. E só quatro dedos na mão esquerda.


O estilo do emergente ativista lembra o militante do ativismo filosófico, doutrina marcada por qualquer tipo de oposição entre a ação e os domínios diversos do conhecimento, e que dá primazia à ação, com maior ou menor radicalismo, em diferentes graus e preocupações filosóficas, sociológicas e antropológicas.
Parabéns.

José Nagado
oquedemimsoueu.blogspot.com

FINALMENTE APRENDA QUE:

Quando um petista diz
Deve-se entender
O País cresce…
O Brasil é o país que menos cresce no mundo, com exceção do Haiti que, além de estar sob ocupação de um exército estrangeiro ainda sofreu um terremoto…
… e distribui renda
Nunca antes nesse país se distribuiu tanto a renda dos trabalhadores para os biliardários. Batemos todos os recordes em retirar a renda do setor produtivo (trabalhadores, agricultores e até mercadores) e redistribuí-la a setores parasitas da sociedade (miseráveis mantidos assim deliberadamente para que, no neocoronelismo petista se tenha um imenso curral eleitoral mas, principalmente para a jogatina da Bolsa de Valores e as “ajudas” a bancos privados. Veja reportagem da Folha de S. Paulo a este respeito (25/03/2010)
Já pagamos ao FMI e podemos conversar com os povos em igualdade de condições. Agora nós até mandamos dinheiro para o FMI!
A dívida com o FMI – no valor equivalente a R$ 35 Bilhões foi internalizada (os mesmos credores estrangeiros e mesmo nacionais agora recebem em reais, que pagam os juros mais altos do planeta Terra) chega ao término do governo (?) Lula da Silva em valores superiores a R$ 1.600.000.000.000 – UM TRILHÃO  E SEISCENTOS BRILHÕES DE REAIS. E crescendo como numa louca dança de cadeiras. Quando a “música” parar…E, francamente, se o FMI segue recebendo generosas doações do governo brasileiro, a eles pouco importa se o nome da doação é “pagamento de dívida” ou “ajuda a países em dificuldade”. Estamos MESMO em tão boas condições que podemos ajudar os EUA ou a Europa “em dificuldade”? Repita-se: Veja reportagem da Folha de S. Paulo a este respeito (25/03/2010)
Já fizemos muito. E vamos fazer muito mais!
Nepotismo, Apropriação privada do Espaço Público, Mensalão, Sanguessugas, Corrupção, Favoritismo Político, Suborno de Parlamentares e eleitores… A lista já é imensa! O que mais eles pretendem roubat do povo trabalhador do Brasil?


Debate qualificado
Eu tenho razão, você está errado


Ética
Eu tenho razão, você está errado


Avanços
Recuos


Conquistas
Perdas


Avanços na legislação trabalhista
Redução dos direitos dos trabalhadores: extinção do direito à licença-maternidade, às férias acrescidas de 1/3 e ao 13º salário


Estou convencido de que…
Eu tenho razão, você está errado


Justiça tributária
Reduzir os impostos cobrados da classe média, aumentar aqueles que incidem sobre os trabalhadores e liberar completamente de tributos as aplicações financeiras mais elevadas


Justiça previdenciária
Redução nas atribuições e eficiência da previdência pública e ampliação nos lucros dos planos de saúde privada


Aumento no número de empregos
Demissão maciça de trabalhadores que, eventualmente, são recontratados por menos da metade do salário anterior, melhorando os números dos índices de desemprego e piorando a vida da população.


Nunca antes neste país…
Vamos continuar fazendo a mesma coisa que todos fizeram antes. Talvez pior


Não temos o direito de errar
Erramos mais que todos os anteriores juntos


Politicamente correto
O PT está certo, você está errado


Democracia
Eu mando, você obedece


Trazer desestabilização à república
Líderes governistas acusados de crimes não podem ser indiciados


Aumento do poder aquisitivo do trabalhador
Redução do poder aquisitivo do trabalhador


O Banco Central não intervém no câmbio
Sempre que o valor do dólar cair abaixo de patamares que ameacem diminuir a enorme lucratividade dos especuladores e exportadores, o Banco Central comprará a moeda estrangeira em volume suficiente para manter seu preço elevado


Covardes
Jornalistas que discordam do governo
Redistribuição de Renda
Transferência de recursos dos pobres para os ricos através de juros e impostos


Fome Zero
Arrochar tanto a economia através de juros elevadíssimos e impostos escorchantes até que se “zere” a mesa de todos os brasileiros.  


Fome Zero, “O maior programa social do mundo”
Malversação de recursos públicos sob a desculpa de dar esmolas que não chegam aos miseráveis que prefeririam ter emprego e dignidade


O Conselho Federal de Jornalismo visará zelar pela dignidade, independência, prerrogativas e valorização do jornalista
O Conselho Federal de Jornalismo visará orientar, disciplinar, fiscalizar e punir jornalistas a fim de que somente textos laudatórios sejam publicados


A ANCINAV (Agência Nacional do Cinema e do Audiovisual) visará a quebra de monopólios culturais para democratizar o acesso à cultura e não praticará a censura
A ANCINAV protegerá produtores culturais poderosos pró-governo e não admitirá qualquer produção cultural que venha a ser caracterizada como oposição ao governo petista


Controle da Inflação
Aumento nas taxas de juros e redução do poder aquisitivo da população


Um país de todos
Um país de todos os banqueiros e especuladores


Autonomia para o Banco Central do Brasil
Privatização do Banco Central do Brasil
Súmula vinculante
Fusão dos Poderes Executivo e Judiciário, julgando-se procedentes os atos flagrantemente inconstitucionais do governo e seus infindáveis recursos procrastinatórios.
Partido dos Trabalhadores
Partido dos Tributos
Não precisamos mais do FMI, o Brasil já pode caminhar com as próprias pernas
Vamos continuar mantendo os juros mais elevados do mundo, cobrando altíssimos impostos e pagando mais e melhor ao especulador do que ao produtor ou trabalhador. O FMI até nos elogia. Aprendemos tudo sobre economia na escola de quebrar países do FMI e vamos continuar arrochando os brasileiros como nunca antes neste país.
Dinheiro não contabilizado
Caixa dois, propina, suborno, fruto de roubo ou corrupção
“Eu acho que…”
Forma usada por dirigentes petistas para expressar suas novas convicções políticas, contrárias a 23 anos de sua história pregressa.
É intriga da oposição.
Explicação dada para todos os erros, desmandos, traições e descumprimento de propostas ou projetos de campanha.
Imprecisão terminológica
Mentira
Divulgação Indevida
Crimes de Violação de Sigilos Individuais patrocinada pelo Estado

homemculto.com/


Você pode gostar de...

0 comentários

Criticas ou sugestões?

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes