featured

“ELES”, DE NOVO! EXPLODE MAIS UM ‘ESQUEMÃO’ NA CÂMARA LEGISLATIVA DO DF!

14:07Brasília, Brasil e o mundo sem retoques!

“ELES”, DE NOVO!

EXPLODE MAIS UM ‘ESQUEMÃO’ NA CÂMARA LEGISLATIVA DO DF!


CLDF contratou empresa da família de Wellington Luiz enquanto Wellington era deputado

Celina Leão Wellington Luiz Rafael Prudente

Empresa de Segurança da família de Wellington Luiz foi contratada pela CLDF (Celina Leão) enquanto Wellington Luiz era deputado distrital. À época Wellington Luiz mandou o ex-corregedor da CLDF (Rafael Prudente) fazer vista grossa na contratação da empresa da família, a empresa contratada pela CLDF não deveria ter tido vínculo com nenhum parlamentar da casa. Hoje a CLDF mantém o contrato com consequentes prorrogações na gestão de Rafael Prudente, companheiro de partido e de planos futuros de Wellington Luiz e Celina Leão.

A História

Celina Leão foi presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal em 2015, à época o órgão abriu um certame licitatório para contratação de uma empresa responsável em prestação de serviços contínuos de vigilância patrimonial (armada e desarmada) para atender as necessidades da Câmara Legislativa do Distrito Federal CLDF.

No processo licitatório participaram 27 empresas, entre elas havia mais de 15 empresas qualificadas com grande capacidade técnica, mau sabia as empresas participantes que já havia um esquema montado para conceder o contrato milionário para família de Wellington Luiz (à época deputado distrital).

 O drible no pregão eletrônico

À época a empresa EUROSEG estava em vantagem no certame licitatório, com a intenção de tirar a empresa do podium, o pregoeiro Edson Cândido de Oliveira enviou uma mensagem desqualificando o atestado de capacidade técnica, a empresa EUROSEG respondeu em 4 minutos:

Senhor pregoeiro, temos outro atestado de capacidade técnica que só não foi enviado pelo fato do edital não ter delimitados os quantitativos exatos necessários. EUROSEG

Eliminada as empresas do certame licitatório, restou apenas a interação com a empresa ZEPIM SEGURANCA E VIGILANCIA (Empresa da família de Wellington Luiz).

Os comparsas da ZEPIM

O edital proibia a contratação de empresa vinculada a algum parlamentar ou servidor da CLDF, porém Celina Leão e Wellington Luiz ignoraram propositadamente as cláusulas e passaram em cima de toda moral.

 Veja as proibições explicitas no edital:

O sócio único da empresa ZEPIM SEGURANÇA E VIGILÂNCIA é José Carlos Martins Pedroso (Primo de Wellington, apelidado por Zé), ou seja, segundo o edital ele não poderia ter participado e muito menos ganhado o certame licitatório.

Os anexos citados a cima estão assinados pelo sócio único da empresa ZEPIM e foram ocultados da transparência pois o item 1.3 já condenaria o contrato, os anexos foram ocultados justamente para evitar futuros questionamento. O blog De Olho no Poder solicitou os anexos assinados baseados na lei de acesso a informação, mas a CLDF não quis responder.

Outra irregularidade é a divergência no capital declarado junto a Receita Federal, o CNPJ da empresa ZEPIM SEGURANÇA E VIGILÂNCIA declara o capital de R$ 250 mil, porém a licitação milionária exigiu um capital de no mínimo 16,66% do valor de mais de R$ 3 milhões. Fica a pergunta: Como uma empresa de pequeno porte com capital inferior ao exigido poderia ter ganhado uma licitação milionária?

 

O laranja, os funcionários e o mandato

A empresa ZEPIM SEGURANÇA E VIGILÂNCIA abriga hoje funcionários em regime CLT, um dos principais requisitos do processo seletivo para contratar é ter indicação política ou declarar apoio nas próximas eleições, a empresa é usada para acordos políticos e enriquecimento ilícito de Wellington Luiz, está na cara que o primo é apenas um laranja.

Todos os funcionários da empresa ZEPIM são estimulados a votar em candidatos indicados por Wellington Luiz ou por José Carlos Martins Pedroso (Primo de Wellington e sócio único da Zepim, apelidado por Zé).

Nas últimas eleições, Wellington Luiz não foi eleito e precisou de mais uma ajudinha da amiga Celina Leão. Celina nomeou a esposa de Wellington Luiz (Kilze Beatriz Montes Silva) no gabinete da Câmara Federal e articulou um espaço para Wellington Luiz no Governo Ibaneis. Wellington nomeou sua base eleitoral e segue como presidente da Codhab.

Até as próximas eleições, Rafael Prudente, aquele que à época era  corregedor da CLDF e fez vista grossa no contrato ilegal, agora é atual presidente da CLDF e companheiro de partido, fica com ele a missão de manter consequentes prorrogações do contrato entre a ZEPIM e CLDF.

Cavalos de troias no GDF

Segundo fontes exclusivas do Blog De Olho no Poder, Wellington Luiz, Celina Leão e Rafael Prudente trabalham em conjunto para o Governo de 2020, o clã pretende abandonar Ibaneis Rocha nas próximas eleições, a meta é eleger um deles para a cadeira de Governador, só falta eles decidirem quem será o candidato. Ambos tem sonhado com a cadeira e estão torcendo para um dossiê contra Ibaneis Rocha sair.

Até lá, Rafael Prudente mantém o contrato milionário de sua família na Novacap, Wellington Luiz mantém o contrato milionário de sua família laranja na CLDF, e Celina Leão como sempre é a boazinha: Liberou a vaga de deputada para o suplente Filipelli ter foro privilegiado, manteve a esposa de Wellington Luiz nomeada na câmara e hoje torce para não rodar na Drácon. Neste grande esquema, alguém aqui está em bastante desvantagem…

Entre Agosto e Setembro deste ano, o contrato poderá ser renovado mais uma vez por Rafael Prudente, haverá algum parlamentar corajoso que irá questionar a renovação? Ou farão vista grossa?

Até quando?


Fonte: Deolhonopoder.com

Rafael Guimarães

Jornalista Investigativo


Você pode gostar de...

0 comentários

Criticas ou sugestões?

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes