featured Ibaneis Rocha

RUMO AO BURITI: AÇÕES DA PF PODEM LEVAR A MAIS PRISÕES NO GDF APÓS ESCÂNDALO E PRISÃO DO SECRETÁRIO DA SAÚDE DE IBANEIS ROCHA

14:05Brasília, Brasil e o mundo sem retoques!


RUMO AO BURITI: AÇÕES DA PF PODEM LEVAR A MAIS PRISÕES NO GDF APÓS ESCÂNDALO E PRISÃO DO SECRETÁRIO DA SAÚDE DE IBANEIS ROCHA

“Destramelado e ladeira abaixo, segue o Governo Ibaneis Rocha”comentam os adversários de Ibaneis nas redes sociais, enquanto a Polícia Federal vira suas lupas de novo para o Palácio do Buriti.

Sem conseguir combater com eficácia a pandemia Covid19 que só na semana de 29 de julho a 5 de agosto, ceifou 299 vidas no DF, apesar dos milhões de reais repassados aos cofres do DF pelo Governo Federal, com empenho pessoal do Presidente Jair Bolsonaro, pisando em ovos e acusado de ter aparelhado a máquina de governo do DF, repleto de nomeações contestadas por seus próprios apoiadores, com o que há de pior nos quadros de MDB e PP, que os opositores chamam de “GI-Grupo dos indiciados”, o Governador Ibaneis Rocha apoiado por seu aliado o discutido e suspeito distrital Rodrigo Delmasso, este  já cheio de explicações a dar com suas recentes manobras que visavam lesar os contribuintes do DF como o plano de aposentadoria milionário que iria beneficiar funcionários, amigos e compadres na CLDF, num plano de saúde da Câmara Legislativa, em que ele fez questão de pilheriar, e ressaltar que os deputados e os dependentes deles somam apenas 2% do total de beneficiários”, Ibaneis Rocha segue em queda vertiginosa na aprovação de seu governo.

Delmasso só esqueceu de falar que o custo do tal plano seria de R$40 milhões de reais por ano, pagos é claro pelo eleitor-contribuinte do DF!

Só que eles, podem estar a caminho de dias não muito agradáveis, a se confirmarem as denuncias de uma gigantesco esquema onde até uma importadora de brinquedos foi usada para fornecimento de equipamentos inadequados, mas que custaram milhões de reais ao brasilienses nos escândalos recentes que terminaram com a prisão do Secretário de Saúde Ibaneis Rocha, Francisco Rocha e seu grupo de assessores a saber: Eduardo Hage Carmo, subsecretário de Vigilância à Saúde do DF; Eduardo Seara Machado Pojo do Rego, secretário adjunto de Gestão em Saúde do DF; Jorge Antônio Chamon Júnior, diretor do Laboratório Central do DF; Ramon Santana Lopes Azevedo, assessor especial da Secretaria de Saúde do DF. Também houve a prisão de Ricardo Tavares Mendes, que é ex-secretário adjunto de Assistência à Saúde do DF.

Mesmo o Governador Ibaneis dizendo não ter visto motivos para a prisão de seu funcionário, a PF segue célere em busca de mais sinais, de mais esta bandalheira ocorrida na Secretária de Saúde secularmente conhecida como fonte de escândalos.




Enquanto Rodrigo Delmasso e o Presidente da câmara Rafael Prudente, que é filho de Leonardo Prudente, outro ex-distrital que ficou também conhecido por escândalos de desvios de dinheiro público, em imagens indeléveis onde apareceu guardando dinheiro nas meias e bolsos, fazem de tudo para barrar a CPI aberta pela oposição ao Governador Ibaneis, mais detalhes escabrosos aparecem no bojo das investigações desta operação que não abrange só o DF mas outros estados, com a descoberta de mais de 4 bilhões de reais desviados do dinheiro público enviado para o combate a pandemia do Covid19, no escândalo que já está conhecida em todo o país como “Covidão”.

Lembrando que a exemplo de Wilson Witzel do RJ, que foi afastado do cargo por corrupção na mesma linha, Ibaneis Rocha corre o mesmo risco, apesar da suposta cobertura que seus aliados na CLDF possam estar lhe prometendo, de até mesmo ser conduzido a Polícia Federal para prestar esclarecimentos.

Ex secretário Francisco Rocha foi preso nas operações policiais na Secretaria de Saúde do DF.As

Investigações da PF que culminaram nas prisões em Brasília, são parte de 39 inquéritos em 26 estados e segundo uma fonte da mesma PF que não quis ser identificada, comentou que “velhas bases políticas envolvendo inclusive deputados federais, e outros secretários, vão tremer”.

Além disso e já beirando a Lei de Responsabilidade Fiscal, seguem a pleno favor, as nomeações a pedidos do grupo que manda no Buriti, em todas as administrações regionais do DF, em atendimento compulsório aos compromissos “por trás da cortina”, que ele fez com os grupos que o apoiaram, e mais o suporte que ele tem que dar as barganhas políticas, onde por exemplo para atender seu aliado Delmasso, ele nomeou um pastor aliado deste para a Secretaria de Juventude, órgão aliás completamente desconhecido do brasiliense que por mais que se procure, não se vê absolutamente nada de atuação feita por esta secretaria.


Já os que trabalharam para que Ibaneis fosse eleito, e hoje são chamados de "As viúvas de Ibaneis", continuam a chorar e lamuriar nas redes sociais, classificando o Governador por um nome que já foi consagrado em referência ao seu procedimento tanto em relação aos seus apoiadores, quanto ao eleitorado em geral de forma hilária e cáustica: “Inganeis”.

Celina Leão agora deputada federal, negociou sua cadeira com Tadeu Filipelli e voltou para o Governo Ibaneis Rocha, na Secretaria de Esportes.
Não se esquece também, da troca feita a pedido dele, para que troca de Celina Leão, outra envolvida em escândalos na Saúde Pública quando deputada distrital na repercutida “Operação Drácon”, até hoje mal explicada, e a quem Ibaneis Rocha classificou de “excelente gestora”, e que agora passou a comandar a Secretária de Esportes do DF, entregando a cadeira ao dono do MDB no DF, Tadeu Filipelli, que segue firme em busca de seu objetivo pessoal eterno, o de governar o DF, malgrado os percalços que tem na Justiça, especialmente por causa do assombroso escândalo do superfaturamento do Estádio Mané Garrincha, no qual é acusado pelo MP, de ter sido superfaturado no Governo Agnelo Queiróz, em mais de 600 milhões  de reais, que “sumiram” dos cofres públicos, quando ele foi vice do petista.


E na Secretaria de Esportes, que do dito cujo não tem nada, bastando ver a miserabilidade em que andam suas práticas pelo povo nas cidades satélites, só lembradas em épocas de eleições, quando vem a triste lembrança de ter sido mais um foco de escândalos e manipulação política de todo tipo e que ajudaram  a eleger entre outros nomes de destaque na “Operação Drácon”, o conhecido Júlio César, agora federal, e a Senadora Leila do Vôlei, também conhecida como usuária daquele trampolim político na gestão de seu antecessor, o apagado Rodrigo Rollemberg, muito mais conhecida atualmente pela oposição ao Governo Federal  e ao Presidente Bolsonaro, com suas votações na contra mão da opinião popular, e do seu exotismo de pronunciamentos, ela que prometeu “trabalhar em detrimento do povo do DF”, e pelo visto o vem conseguindo com louvor, enquanto não se vê absolutamente nada feito  em ações em defesa da capital do país.



Senadora Leila: Com o PSB mandando nas suas ações e com Rollemberg  de lado,  "serão 8 anos anos de bolas  fora", dizem seus adversários!

Na balbúrdia politica que se encontra a CLDF, seguramente corporativista como nunca, os distritais quase não sem entendem, e  Hermeto culpa Roosevelt por falta de plano de carreira prometido para os policiais do DF, e faltou pouco para irem aos tapas e socos, nas quase sempre improdutivas sessões da câmara bilionária onde os dois acabam por diversas vezes, discutindo em sessão da Câmara Legislativa.

TEM O DIA DO JEJUM NO DF, MAS TEM FOME PRA TODO LADO!

Delegado Fernandes: "Fome, triste realidade no DF"!

E ainda fizeram uma lei para o sofrido povo obedecer, o Dia do Jejum no DF, em 4 de outubro, na contra mão do que disse outro distrital, Delegado Fernandes este pelo jeito mais sensato, mostrando que mais de 1000 empresas fecharam as portas no DF e que a fome entre a população é terrível, “uma triste realidade” afirmou ele, ao mesmo tempo que propôs que todas as suas emendas sejam dirigidas a fornecer alimentação ao povo socorrido pelo Auxilio Emergencial distribuído pelo Governo Federal comandado pelo Presidente Bolsonaro, a quem o mesmo Governador Ibaneis chamou de covarde, mas que vendo o massacre da opinião pública sobre os mesmo governadores e prefeitos hoje procurados pela PF e que atacaram o Presidente imoralmente até, muda o tom para  afagos dizendo que Bolsonaro vai bem conduzindo o Brasil.

E mostrando sua preocupação com o desespero da população atacada pela pandemia Covid19, seria de bom alvitre lembrar que esta preocupação chega até aos animais que segundo uma lei da mesma CLDF, terão que ser “chipados” para ficarem bem identificados, segundo o autor, para o bem da população, que certamente mesmo passando pelas agruras da pandemia, terá que responder pela segurança dos bichinhos. Vai, que já se começou o Apocalipse, e vamos ter o número da besta para a fauna doméstica!

Segue o povo do DF enganado até 2022!

 

Texto:

 Karlão-Sam com informações de Toni Duarte, Radar DF.


Você pode gostar de...

0 comentários

Criticas ou sugestões?

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes